Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( )

Torcida do Verdão manda Nobre “renovar com Kardec e voltar ao rali”

William Correia São Paulo (SP)

A derrota por 1 a 0 para o Fluminense foi apenas um dos motivos para o protesto da torcida do Palmeiras. Antes mesmo de o jogo começar, a torcida organizada iniciou grito que contagiou outros dos 11 mil pagantes cobrando do presidente Paulo Nobre a renovação com Alan Kardec.

Minutos antes de os times entrarem em campo, palmeirenses que encararam a fria noite deste sábado na capital paulista foram ao Pacaembu e gritaram “Ei, você aí, renova com o Kardec e volta para o rali”, sem poupar Nobre, alvo do protesto, de xingamentos com palavrões.

O cântico foi repetido ao final da partida, que teve um péssimo e desorganizado futebol dos comandados de Gilson Kleina. Torcedores também cantaram “Diretoria, vai se f..., o nosso time vai jogar a Série B”, como prova do descontentamento com a política econômica da atual gestão.

Os gritos sobre Kardec citam a carreira que o hoje presidente do clube tinha no rali antes de assumir o principal cargo do Verdão. A Mancha Alviverde, principal organizada do time, critica Nobre desde o ano passado, quando atirou xícaras contra o elenco na Argentina e, segundo o dirigente, parou de ter “privilégio” com ingressos.

A manifestação é para a manutenção do artilheiro da equipe no ano de seu centenário. Próximo do acerto com o São Paulo, Alan Kardec não ficou nem no banco nesta noite alegando gastrite e o Palmeiras tenta acertar salários com o jogador e a negociação com o Benfica, que o emprestou até 30 de junho, para não perdê-lo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade