Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Valdivia critica ameaça de abandono dos sócios após saída de Kardec

Yan Resende, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A saída de Alan Kardec para um dos maiores rivais pode gerar transtornos ao Palmeiras não só dentro de campo, mas também deve interferir na postura dos torcedores fora das quatro linhas. Diante do “chapéu” dado pelo São Paulo, parte da torcida alviverde ameaçou abandonar o Avanti, plano de sócio-torcedores do clube do Palestra Itália, que vem ajudando a gestão de Paulo Nobre a acertar a parte financeira do Verdão. Questionado sobre o assunto, Valdivia fez um apelo, afirmando que sempre ouviu dizer que a instituição estava acima de tudo e agora não poderia ser diferente.

“Isso não é legal, principalmente porque eu sempre ouvi falar que o Palmeiras está acima de tudo. A melhor resposta que posso passar ao torcedor é essa: eles tão torcedores do Palmeiras, daqui a pouco o Kleina estará fora, o Paulo Nobre não será mais presidente, e o Palmeiras continuará ali. Eles têm que pensar que estão fazendo algo para o clube”, disse o Mago durante evento em um shopping de São Paulo nesta terça-feira.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Valdivia fez um apelo ao torcedor palmeirense para que o clube não perca sócio-torcedores após a saída de Kardec
A ira da torcida palmeirense é com relação ao modo como a equipe do Palestra Itália perdeu um dos principais jogadores do elenco para o São Paulo. O Palmeiras tinha preferência de compra do atacante Alan Kardec, mas demorou muito para entrar em acordo com o jogador, permitindo com que o Tricolor do Morumbi entrasse também na negociação. Sem poder financeiro, o clube alviverde perdeu a queda de braço e agora terá que acalmar os seus torcedores, desanimados com o desempenho até o momento no centenário.

Ciente das dificuldades do atual elenco, Valdivia concorda com a torcida palmeirense ao falar sobre a necessidade de reforços para que o Palmeiras se torne um time competitivo. Antes do desfecho da negociação com Alan Kardec, o chileno saiu em defesa do jogador, pedindo a renovação do atacante – e também do volante Wesley. Com a confirmação da transferência, a opinião do preocupado camisa 10 segue intacta.

“Na semana passada, eu tive uma coletiva no CT e falei que precisava recontratar o Wesley, o Kardec e correr atrás de mais jogadores. Eu fui bem claro, mas, infelizmente, o Kardec saiu. A minha opinião segue a mesma, que a gente precisa contratar, pois perdemos um grande jogador, porem precisa contratar jogadores que possam ajudar nesse longo Campeonato Brasileiro”, completou Valdivia.

Já no último sábado, ainda pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras pôde sentir a dificuldade de entrar em campo sem o atacante Alan Kardec. Diante do Fluminense, no Estádio do Pacaembu, a equipe de Gilson Kleina jogou mal e foi derrotada por 1 a 0. No próximo domingo, o Verdão volta a campo pela competição nacional, contra o Flamengo, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade