Futebol/Copa do Brasil - ( )

Vasco junta os cacos para tentar eliminar Resende-RJ

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Três dias depois de perder para o rival Flamengo o título do Campeonato Carioca com um gol nos acréscimos e em impedimento, o Vasco volta a campo nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), para enfrentar o Resende-RJ em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), pela rodada de volta da primeira fase da Copa do Brasil. Na partida de ida, os dois times empataram sem gols e agora quem ganhar avança, sendo que empate com gols garante a vaga à equipe do sul fluminense. Novo 0 a 0 forçará a disputa de pênaltis.

Juntar os cacos rapidamente para evitar um novo fracasso. Assim pode ser resumida a missão do Vasco e do técnico Adilson Batista, que tem consciência da necessidade de reagir rapidamente.

“ Não temos muito tempo para lamentações. É lógico que eu queria enfrentar o Resende comemorando a conquista do título carioca, mas infelizmente isso não foi possível, mesmo com a equipe fazendo por merecer. Agora temos que levantar a cabeça, pois temos uma classificação na Copa do Brasil para decidir. Cito sempre o exemplo de 2009, quando perdi com o Cruzeiro a final da Copa Libertadores e depois fizemos mais de 40 pontos no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Portanto, o momento é de reação”, disse Adilson.

Os jogadores já preferem dar entrevistas falando do Resende. Na visão do lateral esquerdo Diego Renan, o adversário desta quarta-feira é perigoso e vai exigir muita concentração do Vasco.

“Não podemos vacilar porque o Resende não é um time bobo ou frágil. É perigoso nos contra-ataques e vai tentar tirar proveito do fato de poder nos criar problemas se marcar gols em São Januário. O torcedor do Vasco está muito triste com o que aconteceu no último domingo e não merece uma nova decepção. Portanto, precisamos manter a concentração ao longo dos noventa minutos para não sermos surpreendidos”, analisou o lateral.

Marcelo Sadio/vasco.com.br
Após perder o título do estadual para o Flamengo em lance polêmico, o Vasco tenta focar na partida contra o Resende, pela Copa do Brasil, para avançar na competição

Além do abalo pela perda do título, o Vasco tem problemas para esta partida. O zagueiro Rodrigo, com lesão na coxa esquerda, e o volante Pablo Guiñazú, com dores musculares na coxa direita, não poderão atuar. Assim, Rafael Vaz entra na zaga e Aranda no meio de campo. O atacante Thalles, que se apresentou à Seleção Brasileira sub-20 para um período de treinos, cede o posto para Everton Costa, que cumpriu suspensão na final de domingo. Já o atacante Edmilson, ainda com problema muscular na coxa esquerda, permanece de fora. Ainda no ataque, Willian Barbio foi barrado para o retorno de Reginaldo. Na lateral-direita, uma dúvida de ordem médica. André Rocha reclama de dores na coxa esquerda e fará um teste de vestiário. Se for vetado, Marlon entra na lateral-esquerda e Diego Renan assume o setor direito.

Pelo lado do Resende, o técnico Aílton Ferraz evita fazer comentários sobre o momento do Vasco, até mesmo para não gerar nenhum tipo de desrespeito ao adversário. Apesar disso, se mostra otimista quanto às chances de sua equipe.

“O Vasco tem uma grande equipe e sempre será motivo de preocupação. Mas mesmo em São Januário, temos condições de fazermos um grande jogo e surpreendermos”, disse Aílton, que deverá repetir a escalação do primeiro jogo.

O classificado do encontro entre Vasco e Resende vai enfrentar na próxima etapa da Copa do Brasil o Treze-PB, que eliminou o Tombense-MG com uma vitória por 2 a 1 na Paraíba, após empate por 1 a 1 em Minas Gerais.

FICHA TÉCNICA
VASCO-RJ X RESENDE-RJ

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de abril de 2014 (Quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes Miranda (RJ)
Assistentes: Silbert Sisquim (RJ) e Francisco de Souza (RJ)

VASCO: Martin Silva, André Rocha (Marlon), Luan, Rafael Vaz e Diego Renan; Aranda, Pedro Ken, Fellipe Bastos e Douglas; Everton Costa e Reginaldo
Técnico: Adilson Batista

RESENDE: Mauro, Marcelo, Thiago Sales e Lucas; Gabriel, Dudu, Léo Silva, Bruno Gallo, Marcel e Gerson; Clébson
Técnico: Aílton Ferraz

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade