Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Victorino sente dor muscular e não tem previsão para jogar no Verdão

William Correia São Paulo (SP)

Contratado em janeiro, Victorino ainda deve demorar mais para estrear no Palmeiras. O zagueiro voltou a reclamar de dores musculares e dificilmente estará à disposição para enfrentar o Criciúma no domingo, em Santa Catarina.

De acordo com as informações do clube, o uruguaio se recuperou da contusão que teve há dois meses na panturrilha direita, mas, agora, sente dores musculares e faz reforço físico para ter condições de, ao menos, se concentrar com o elenco o quanto antes.

O jogador de 31 anos, titular de sua seleção na última Copa do Mundo, não entra em campo desde 23 de setembro de 2012, quando defendeu o Cruzeiro diante do São Paulo. Desde então, apenas sofre com contusões e passa mais tempo no departamento médico.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Contratado no início do ano, uruguaio Victorino sentiu mais uma lesão e terá estreia adiada novamente

Victorino operou o tendão de Aquiles do pé direito quando estava em Minas Gerais, em 2012, e passou a acumular novos problemas físicos. Em três meses no Palmeiras, Victorino foi para o banco de reservas somente uma vez, contra o Vilhena, no último dia 2, e nunca entrou em campo pelo clube.

Para a posição de Victorino, que tem contrato até o final da temporada, Gilson Kleina conta no momento com Lúcio, Tiago Alves, Wellingon e Gabriel, recém-promovido da base, além da improvisação do volante Marcelo Oliveira.

O uruguaio se junta ao também zagueiro Thiago Martins, que operou o joelho direito e só volta a jogar no segundo semestre, como únicos machucados do Verdão. O treino desta quarta-feira teve até Valdivia, que costuma ser poupado de treinamentos, trabalhando normalmente.

Para enfrentar o Criciúma, no domingo, em Santa Catarina, já estão recuperados não só Valdivia, mas Fernando Prass, Wendel, Bruno Oliveira, Juninho, França, Wesley, Bruno César, Alan Kardec e Diogo, que tinham problemas físicos há duas semanas. Já trabalham normalmente.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade