Futebol/Copa Libertadores da América - ( )

Vitória faz Fla se encher de confiança para maratona de decisões

Rio de Janeiro (RJ)

Antes sob muita desconfiança, o Flamengo deu um basta nas críticas na noite desta quarta-feira e venceu o Emelec, de forma sofrida, por 2 a 1, no Equador. Sendo assim, a equipe comandada por Jayme de Almeida voltou a brigar por uma das vagas às oitavas de final pelo Grupo 7 da Libertadores, precisando de uma vitória simples na última rodada para se classificar. O resultado, aliás, foi fundamental para o time rubro-negro ganhar confiança.

Os próximos três compromissos do Flamengo serão de extrema importância. Depois de garantir a sofrida vitória nesta quarta, a equipe de Jayme de Almeida terá o rival Vasco pela frente no próximo final de semana, quando faz o primeiro jogo da decisão da Taça Rio. Sem descanso, volta a encarar uma decisão na outra quarta, contra o Léon, do México, quando define a classificação às oitavas da Libertadores.

Sendo assim, após o apito final no Equador, o discurso dos flamenguistas não poderia ser diferente. Apesar do duelo contra o Vasco no final de semana, pela decisão estadual, Jayme de Almeida ressaltou a confiança que o grupo ganhou para encarar o mexicano León, na próxima quarta-feira, no Maracanã. Para o treinador, o time carioca tem grandes chances de se classificar.

AFP
Antes bastante questionado, o Flamengo deu a volta por cima e se encheu de confiança para as decisões
“O Flamengo deu um grande passo para brigar pela classificação. Não classificamos ainda, mas, para quem estava em último lugar do grupo, uma vitória desta dá uma força muito grande para decidir no Rio de Janeiro”, disse o treinador, que viu seu grupo ser bastante questionado ao longo desta Libertadores e ainda assim manteve o otimismo para as últimas rodadas.

Com a vitória, o Flamengo chegou à terceira colocação, com sete pontos, empatado com o próprio León, que ocupa o segundo lugar por causa dos critérios de desempate. Sendo assim, basta uma vitória simples para o Flamengo avançar. O cenário mais favorável fez o goleiro Felipe ironizar os críticos, que colocavam o time carioca bem longe da segunda fase.

“A gente quer classificar, independente se for primeiro ou segundo. Há uma semana a gente estava fora. Os matemáticos colocavam o Flamengo com 10%, com 15%. A minha matemática é simples: duas vitórias são seis pontos. Se tivesse faltando sete pontos em dois jogos, aí não teria como classificar. Mas como tem chance, tudo pode acontecer”, disse o goleiro rubro-negro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade