Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Além do 100º: Barueri já teve show de atacante e defesa de pênalti

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O centésimo gol de Rogério Ceni na carreira, marcado diante do Corinthians, é a primeira lembrança do são-paulino quando lhe vem à tona Arena Barueri, palco da partida de domingo, justamente contra o rival. Mas o estádio, utilizado pelo time em 18 ocasiões - quase sempre pelo fato de o Morumbi estar alugado para shows musicais -, tem outras recordações de (menor) destaque.

Em 2010, o São Paulo enfrentou o Monte Azul pelo Campeonato Paulista e goleou: 5 a 1. O maior placar até aqui foi conquistado graças principalmente ao atacante Fernandinho, estreante da tarde, que foi colocado em campo pelo técnico Ricardo Gomes apenas no intervalo e balançou a rede quatro vezes.

"Estou muito emocionado com tudo o que aconteceu. Não esperava por isso. Poucas pessoas me conheciam. A partir de hoje, tenho certeza de que vão me conhecer melhor", disse o jogador, que havia sido eleito a revelação do Campeonato Brasileiro do ano anterior e, sem se tornar unanimidade, seria vendido dois anos mais tarde ao Al-Jazira, clube dos Emirados Árabes Unidos.

Se é muito importante para Fernandinho e Rogério Ceni, Barueri também foi palco da primeira defesa de pênalti de Denis com a camisa tricolor. Na até aqui última partida disputada lá pelo São Paulo, o segundo goleiro do elenco substituía o capitão do time e saltou no canto direito para defender cobrança de Valdivia, quando o Palmeiras buscava o empate - alcançado nos minutos finais.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Centésimo gol de Rogério Ceni, marcado em 2011, não foi único feito de destaque do São Paulo na Arena Barueri
Mas nem mesmo Denis vê aquela tarde como a principal na história do São Paulo em Barueri. A exemplo dos torcedores, o goleiro reserva tem viva na memória a ocasião em que Ceni marcou, de falta, o centésimo gol na carreira. Foi em 27 de março de 2011, na vitória por 2 a 1, pelo Estadual.

"Foi uma emoção muito grande. Não só para ele, mas para todos que estavam acompanhando o jogo e a carreira do Rogério. Naquele momento, quando ele pegou a bola para bater, todos já esperavam que ele marcasse o gol. Foi um momento mágico mesmo. Marcar o centésimo no rival engrandeceu ainda mais a marca dele. Todos ficaram felizes e correram para abraçar ele. Eu, particularmente, fiquei ainda mais feliz de poder dividir aquele momento com ele", lembra.

Depois daquele jogo contra o Corinthians, o primeiro e até agora último em Barueri, Ceni atuou quatro três vezes no estádio da cidade, todas em 2011 mesmo. No ano seguinte, nas últimas três partidas disputadas lá pelo São Paulo, o dono da meta foi Denis. Será, portanto, o retorno do camisa 1 ao local depois de três anos, e em seu último ano na carreira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade