Futebol/Série B - ( - Atualizado )

América-MG vence Joinville e assume liderança isolada da Série B

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

A torcida do América-MG, que compareceu em bom número ao Mineirão nesta terça-feira, ficou satisfeita com a exibição da equipe, que mostrou empenho e futebol para vencer o Joinville por 3 a 1. O duelo valia a liderança da Série B, que passa a ser da equipe mineira, agora de forma isolada, mostrando o momento positivo do time do técnico Moacir Júnior.

Os mineiros chegaram aos 16 pontos, contra 13 do JEC, que mantém a vice-liderança da Série B. O primeiro gol do jogo foi anotado pelo avante Obina, que mostrou o faro de artilheiro, e de cabeça, deslocou o goleiro Ivan. Os catarinenses empataram com Jael, mas Mancini virou para os donos da casa e o zagueiro Vitor Hugo fechou a conta no Mineirão.

Palco da Copa do Mundo, o Mineirão deixou muitos torcedores americanos insatisfeitos. A diretoria do Coelho resolveu colocar os ingressos com preços promocionais, e o público surpreendeu comparecendo em grande número. Sem efetivo policial suficiente, os portões do estádio foram fechados com muita gente ficando do lado de fora. Alguns torcedores só conseguiram entrar no intervalo do primeiro tempo.

Na sequência da Série B do Campeonato Brasileiro, o América-MG terá compromisso fora de casa, enfrentando o Santa Cruz, na próxima sexta-feira. Já o Joinville terá um dia a mais de preparação para o jogo contra o Vasco, sábado na Arena Joinville.

O jogo – Jogando no Mineirão, o América-MG tomou a iniciativa do jogo, e logo aos quatro minutos, Willians quase marcou completando cruzamento de Elsinho pela direita, mas a bola saiu pela linha de fundo. Para surpreender os catarinenses, os donos da casa apostaram nas jogadas pelos lados do campo, que funcionaram em alguns momentos.

Arte GE.Net
Com as linhas de marcação bem compactadas, o Joinville procurou conter os avanços americanos para só depois tentar arriscar alguma coisa ofensivamente. Invertendo muito as jogadas de um lado para outro, o América-MG acabou encontrando espaços na defesa do JEC, e desperdiçou boas chances com Mancini e Obina.

A pressão americana surtiu efeito aos 15, quando Mancini chegou à linha de fundo e cruzou na medida para o avante Obina, que mostrou o faro de gol, e de cabeça, deslocou o goleiro Ivan, abrindo o placar no Gigante da Pampulha. Após o gol, o Coelho mineiro não diminuiu o ritmo e seguiu com as rédeas da partida, criando chances de ampliar a contagem.

Preocupado com a intensidade do jogo americano, o técnico Hemerson Maria pediu aos comandados que saíssem do campo defensivo, o que chegou a acontecer mais por um curto período. Os atacantes Edgar Junio e Jael foram figuras apenas decorativas no primeiro tempo, já que participaram muito pouco da partida.

Na volta para a etapa final, o América-MG voltou melhor, mas sem conseguir a mesma supremacia dos 45 minutos iniciais. O Joinville resolveu arriscar um pouco mais ofensivamente, e foi premiado com o empate. Aos sete minutos, a dupla Edgar Junio e Jael finalmente apareceu e mostrou eficiência. Edgar Junio cruzou da direita, o goleiro Matheus não conseguiu cortar e Jael completou de cabeça, deixando tudo igual no marcador.

Com a igualdade, o jogo ficou mais equilibrado até os 17 minutos, quando Mancini recolocou o América-MG em vantagem, aproveitando assistência de cabeça do lateral Gilson. Atrás no placar pela segunda vez, os visitantes resolveram adiantar a marcação, o que deixou o jogo mais aberto e movimentado.

Para confirmar de vez a vitória, o zagueiro Vitor Hugo resolveu ir ao ataque, e aos 39, desviou cobrança de escanteio de Mancini, sem chance para o goleiro Ivan. O gol fez o Gigante da Pampulha explodir em alegria, confirmando a liderança invicta e isolada da Série B para o América-MG.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade