Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

América-RN vence Náutico por 3 a 0 e constrói boa vantagem para volta

Natal (RN)

O América-RN construiu uma boa vantagem nesta terça-feira no duelo contra o Náutico pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil. Jogando em casa, na Arena das Dunas, em Natal, o Dragão superou os pernambucanos por 3 a 0, com dois gols de Max e um de Isac.

A partida de volta será disputada na próxima terça-feira, às 19h30 (de Brasília) na Arena Pernambuco.

O jogo – As equipes começaram tímidas, não criando grandes oportunidades de gol nos primeiros 20 minutos da partida. O time da casa deu o primeiro susto aos 28 minutos, quando Fabinho aproveitou a falha de William Alves e quase abriu o placar, mas o zagueiro se recuperou e evitou o pior.

Após o primeiro susto, o América-RN inaugurou o placar aos 30 minutos. O atacante Isaac pegou bem na bola e conseguiu superar o goleiro Alessandro. O tento aumentou a atitude ofensiva do Dragão, que logo depois quase ampliou com Adriano Pardal.

Antes dos times irem ao intervalo, o Dragão continuou pressionando pelo segundo gol. Aos 42, o zagueiro Cleber ficou perto de marcar, mas Alessandro fez uma ótima defesa. Quatro minutos depois, Adriano Pardal arriscou e novamente obrigou o goleiro do Náutico a espalmar a bola.

Após a volta dos vestiários, o América-RN teve boa oportunidade, logo no primeiro minuto da segunda etapa. Dê foi desarmado por Jean Cléber e a bola sobrou para Walber, que chutou rente à trave de Alessandro. A equipe de Natal não parava de pressionar os pernambucanos. Aos cinco minutos, Adriano Pardal acertou um chute no travessão do Timbu. A bola bateu caprichosamente na linha e não entrou.

De tanto pressionar, o América-RN finalmente chegou ao segundo gol. Aos 40 minutos, a zaga do Timbu falhou e facilitou para o atacante Max, que ficou de frente para o goleiro e encheu o pé.

Aos 44 minutos, o América-RN ficou com um a menos, após a expulsão de Márcio Passos. Mesmo assim, o time de Natal não se acanhou e conseguiu marcar o terceiro gol, novamente com Max, aos 46.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade