Futebol - ( )

Andrés avisa que não baixará preço mínimo de ingresso: "Não vai dar"

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Aplaudido por boa parte da torcida do Corinthians antes da partida que inaugurou oficialmente o estádio de Itaquera, Andrés Sanchez foi alvo de protestos após o apito final. O preço dos ingressos motivou as reclamações – com o coro “Andrés, aqui não tem burguês” –, mas o responsável pela arena alvinegra avisou que não haverá alteração nos bilhetes mais populares.

“Os corintianos são mais de 30 milhões. Tem quem possa pagar mil, tem quem possa pagar 80 e tem quem possa pagar 35, 40, 50 reais. Vamos ter um ajuste para cima ou para baixo. A arquibancada saiu por 35. Quem tem carteirinha, muitas vezes falsa, pagou meia-entrada”, esbravejou, antes de deixar claro que não atenderá ao clamor da massa.

Os ingressos da partida contra o Figueirense variaram de R$ 50 a R$ 400. Na prática, com o desconto para os sócios-torcedores – responsável pela compra de todos os bilhetes –, as entradas custaram de R$ 35 a R$ 280. E as mais baratas se limitaram ao espaço atrás dos gols, bem menos expressivo – em tamanho e em número de assentos, ao menos enquanto não se abrem as arquibancadas móveis.

Djalma Vassão/Gazeta Press
O público em Itaquera aplaudiu Andrés antes que viessem os protestos pelo preço dos ingressos
“Não gosto de ser aplaudido e não gosto de ser vaiado. Na Leste (na verdade, Norte e Sul), foi R$ 35 reais. Menos do que isso, não vai dar”, concluiu Andrés, irritando especialmente os torcedores organizados – de onde partiram os protestos apesar da proximidade com o ex-presidente do Corinthians, um dos fundadores da uniformizada Pavilhão Nove.

Os protestos, ainda mais agressivos com o presidente Mário Gobbi, deverão se repetir nas rodadas que estão por vir, mas haverá tempo até a diretoria confirmar o valor a ser cobrado nos próximos jogos do time alvinegro em Itaquera. O clube entregará oficialmente o estádio à Fifa na próxima terça e só o receberá de volta após a Copa do Mundo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade