Futebol - ( )

Animado com gol, Fagner espera resgatar melhor futebol no Corinthians

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Apontado como um dos elos fracos na então frágil defesa do Corinthians no início da temporada, Fagner cresceu com o restante do setor. Os vacilos atrás diminuíram, e a presença no ataque, ainda que tímida, aumentou: no último domingo, foi dele o gol alvinegro no empate com o São Paulo.

“Quando você consegue marcar depois de um período, sem dúvida, isso dá confiança”, disse o lateral, mais ofensivo nos tempos de Vasco. “São características diferentes das equipes, o Vasco jogava de outra forma. Tenho que me adaptar à característica do Corinthians e, a partir daí, resgatar meu melhor futebol. As coisas vão caminhar bem.”

Essa adaptação já pode ser vista de maneira mais clara na parte defensiva. A retaguarda preta e branca, que chegou a levar cinco gols do Santos no Campeonato Paulista e apresentou vários problemas recorrentes, foi vazada apenas uma vez nas últimas oito partidas.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Fagner melhorou na parte defensiva e, formado no Corinthians, enfim comemorou o seu primeiro gol
“Era um começo de trabalho, só o Gil e o Cássio tinham atuado juntos. O Cleber não era o titular, eu e o Uendel tínhamos acabado de chegar, o Fábio (Santos) estava machucado. O período de treinamentos depois do Paulista foi bom para que nos conhecêssemos melhor e conseguíssemos consolidar a defesa”, comentou Fagner.

A melhora ajudou a proteger a vaga do camisa 35, que tem a concorrência do recém-chegado Ferrugem. “Tranquilidade a gente nunca vai ter. Quando você atua em um time grande, tem responsabilidade grande. Você tem que procurar evoluir, melhorar, para seguir atuando. Se eu ficar fora de algum jogo, que o Ferrugem faça uma boa estreia.”

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade