Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Apesar de queda, Grêmio decide manter técnico e direção de futebol

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Como deixou claro em sua entrevista coletiva após a eliminação para o San Lorenzo na Libertadores, o presidente Fábio Koff decidiu manter o técnico Enderson Moreira no comando do Grêmio. Nesta quinta, o treinador comandou um trabalho para os reservas, no Olímpico. A direção de futebol do clube também será mantida – a permanência de Rui Costa e Marcos Chitolina estava em dúvida, já que nenhum deles concedeu entrevistas após o jogo desta quarta-feira.

No Olímpico, Costa agradeceu a confiança de Koff e reiterou a convicção no treinador: “nós vamos manter o trabalho. Tenho muita convicção no trabalho do Enderson. Depois do jogo nós ficamos impactados com a derrota, mas temos que continuar trabalhando. O Enderson tem o grupo na mão. Tenho preocupação com o que o presidente pensa sobre o meu desempenho, foi ele quem me contratou, mas ele foi muito claro enfatizando que confia no nosso trabalho”, afirmou o diretor de futebol do Grêmio.

Rui Costa também disse que espera ver um Grêmio que retome o caminho das vitórias no Brasileirão: “no imaginário popular, mudar tudo, às vezes, é a solução. Respeito muito o torcedor do Grêmio, eu também sou um. Mas o nosso grupo tem uma capacidade de indignação muito grande. Precisamos retomar o caminho de um grande título”, completou o dirigente.

No trabalho desta quinta, participaram apenas Maxi Rodríguez, Rodriguinho e Lucas Coelho, dentre os atletas que enfrentaram o San Lorenzo. A equipe titular volta aos trabalhos nesta sexta. Sábado o Grêmio reinicia sua busca por um grande título na Vila Belmiro, contra o Santos, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Lucas Uebel/GFBPA
Após a eliminação, o presidente Fábio Koff decidiu manter o técnico Enderson Moreira no comando do Grêmio

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade