Futebol - ( - Atualizado )

Após confusão de torcidas, Napoli bate Fiorentina e leva Copa da Itália

Roma (Itália)

A conversa que tiveram os jogadores com o Papa Francisco na véspera da final da Copa da Itália não inspirou os torcedores de Fiorentina e Napoli, que se envolveram em confusões - a maior parte do lado de fora do estádio Olímpico - e atrasaram a partida em 45 minutos. Quando a bola finalmente rolou em Roma, o time de Nápoles foi mais eficiente, venceu por 3 a 1 e conquistou o troféu.

O jogo único da decisão só começou depois que os atletas conseguiram acalmar o público, que atirava sinalizadores e se mostrava agitado. Até o fim do dia, ainda eram desencontradas as informações a respeito da origem dos confrontos, do número de feridos e da gravidade dos ferimentos, mas a maior parte dos jornais italianos apontava dez feridos, um deles com gravidade, supostamente atingido por um tiro.

Dentro de campo, o Napoli se mostrou mais concentrado após tanta confusão e construiu rápida vantagem. Aos 11 minutos, Lorenzo Insigne recebeu bom passe na área e bateu cruzado, com categoria para abrir o placar. Pouco depois, aos 17, o mesmo Insigne recebeu um cruzamento rasteiro da direita que atravessou a área. Ele bateu forte de pé esquerdo e contou com um desvio para ampliar.

AFP
Lorenzo Insigne marcou duas vezes no ótimo início do Napoli na decisão
Recobrada do susto, a Fiorentina conseguiu equilibrar as ações no decorrer do primeiro tempo. Um passe pelo alto achou Juan Vargas em boa posição, na entrada da área. O peruano bateu forte após o quique da bola, acertou o canto direito de Reina e manteve a equipe de Florença na disputa.

Na etapa final, a formação dirigida por Vincenzo Montella não conseguiu criar grandes oportunidades em busca do empate, mas se animou com a expulsão de Inler, aos 34 minutos. A tentativa de pressão foi frustrada, no entanto, e o Napoli ainda conseguiu o terceiro gol no finalzinho, aos 47, com Mertens, que assegurou o quinto título do time na Copa da Itália. Houve invasão de campo na comemoração.

AFP
Clima era tenso antes do início da partida, com informações desencontradas sobre os feridos

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade