Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Árbitro relata cusparadas de torcedor e Chapecoense pode ser punida

Chapecó (SC)

Ainda sem conseguir vencer neste início de Série A do Campeonato Brasileiro, a Chapecoense pode enfrentar mais um problema por causa da má conduta de seus torcedores. Neste domingo, na partida contra o Corinthians, vencida pelo time paulista por 1 a 0, o árbitro da partida, Wagner Reway, relatou na súmula que o assistente Roberto Alves Júnior foi alvo de cusparadas.

O fato teria ocorrido aos 32 minutos do segundo tempo, logo depois que o peruano Guerrero marcou o gol da vitória para o Corinthians. O assistente acompanhava o ataque do Timão, validando o lance – o atacante teria usado a mão para dominar a bola antes de balançar as redes.

De acordo com o relatado, o árbitro teve conhecimento do ocorrido depois que o árbitro adicional número 2, Paulo Júnior, o informou. Sendo assim, Wagner Reway solicitou que o policiamento do estádio se dirigisse ao local, ainda na tentativa de identificar os torcedores infratores.

Agora, a diretoria da Chapecoense, que aposta na força de sua torcida, principalmente na Arena Condá, para fazer uma boa campanha na primeira divisão, tenta identificar os torcedores responsáveis pelas cusparadas. O time catarinense, aliás, corre o risco de sofrer punições no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), caso seja denunciado pelo ocorrido.

Divulgação
A Chapecoense pode ser punida no STJD por causa do ato (Crédito: Diego Carvalho - Aguante/Chapecoense)

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade