Futebol - ( )

Atletas do Timão querem recuperar confiança da torcida até a Copa

Marcos Guedes São Paulo (SP)

O Corinthians chegou a animar seu torcedor ao assumir a liderança do Campeonato Brasileiro após três rodadas, apagando a boa impressão com zero vitória nas três partidas subsequentes. Há mais três jogos até a parada no calendário para a disputa da Copa do Mundo, e os atletas esperam recuperar a confiança perdida nesse período.

Apesar da sequência ruim, o time está só a quatro pontos do primeiro colocado. Até o final da próxima semana, com uma visita ao Sport e confrontos em São Paulo com Cruzeiro e Botafogo, existe a possibilidade recuperar postos na tabela, mas será necessário apresentar um futebol bem melhor.

“Há três rodadas, éramos os líderes da competição, éramos a única equipe não tinha tomado nenhum gol. Isso era colocado por todos como uma arma importante nossa, a forma defensiva. Tomamos gol, e isso já foi esquecido. É retomar a confiança. Se a gente tiver uma boa vitória diante do Sport e pegar uma tranquilidade maior contra o Cruzeiro aqui, ganhando um clássico nacional, ela volta”, afirmou Petros.

Divulgação/Agência Corinthians
Segundo Petros, quem aceita jogar no Corinthians sabe o peso que carregará (foto: Rodrigo Coca)
No momento, o torcedor não está otimista. A insatisfação foi grande com a derrota para o Figueirense na primeira partida oficial do Itaquera e ficou ainda mais clara após o empate por 1 a 1 com o Atlético-PR, cedido no finalzinho. Sobrou para o técnico Mano Menezes, que teve a saída cobrada agressivamente por boa parte do público no Canindé.

“A gente está tão chateado quanto o torcedor, mas perdemos apenas um jogo no campeonato. Aqui no Corinthians, nunca está bom, e a gente tem que ter os pés no chão, tem que ter humildade para crescer a cada dia”, comentou Petros, que disse não concordar com a contestação do trabalho do chefe.

“É um pouco precipitado. A gente tem essa cultura no Brasil, de querer crucificar o treinador. Vocês sabem da evolução que tivemos do Paulista para o Brasileiro. Se tivéssemos ganhado do Atlético, não aconteceriam as vaias, as cobranças. Em relação ao trabalho do Mano, não existe dúvida, vocês sabem quanto a gente tem ralado”, falou o meio-campista.

Bruno Henrique apresentou visão semelhante. Mesmo com o dedo do comandante apontado em sua direção pelo fato de a bola não ter chegado de maneira limpa aos meias no tropeço da última quarta-feira, ele defendeu o gaúcho e apostou na melhora do Corinthians ao longo do Brasileiro.

“Perdemos um jogo em um campeonato muito difícil, duro. O time está passando por essa reformulação toda desde o início do ano e está ganhando corpo, sim. Os jogadores estão entendendo e, apesar desses resultados ruins, o time está se fortalecendo. Acreditamos muito no trabalho do Mano. Se Deus quiser, vamos fazer um grande campeonato ainda”, desejou o volante.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade