Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Barcos lamenta eliminação do Grêmio nos pênaltis: “dá raiva”

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O abatimento dos jogadores do Grêmio após a eliminação da equipe da Libertadores era visível na saída de campo. Após a derrota nos pênaltis para o San Lorenzo, o discurso entre os atletas era de levantar a cabeça e passar a pensar no Campeonato Brasileiro. O centroavante Barcos, que errou a primeira cobrança na decisão, não escondeu a decepção com a desclassificação da equipe.

“Nós fizemos o gol que precisávamos, jogamos bem. Perder nos pênaltis dá muita raiva, impotência. A gente não merecia. Conseguimos o mais difícil, criar situações, mas infelizmente não deu”, lamentou o argentino. A outra cobrança desperdiçada foi do uruguaio Maxi Rodríguez. O goleiro Torrico defendeu ambas.

O zagueiro Werley reconhece que a eliminação trará cobranças ainda mais fortes ao grupo, que perdeu também o título gaúcho no começo de abril. “Temos que levantar a cabeça. Sabemos que aqui se cobra muito. Nós fizemos uma grande primeira fase, mas infelizmente não conseguimos passar. Agora tem o Brasileiro. O trabalho está sendo bem feito”, avaliou.

Esta foi a terceira eliminação seguida do Grêmio nas oitavas de final da Libertadores, a exemplo de 2011, quando caiu para a Universidad Católica e 2013, para o Santa Fé. No sábado, o Tricolor enfrentará o Santos, na Vila Belmiro, iniciando sua caminhada no Brasileirão.

AFP
O goleiro Torrico, do San Lorenzo, acabou se destacando nas penalidades, defendendo duas cobranças. Foto: Vinicius Costa

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade