Futebol/Copa do Mundo 2014 - ( )

Barra-bravas argentinos fazem protesto por ingressos da Copa

Buenos Aires (Argentina)

Um grupo formado por cerca de 400 torcedores organizados argentinos, também chamados de barra-bravas, protestou em frente à sede da Associação Argentina de Futebol (AFA) na noite desta terça-feira. Entre as reivindicações, os manifestantes exigiam 650 ingressos para a Copa do Mundo e que seus dados não sejam transmitidos à Justiça brasileira.

De acordo com a imprensa argentina, o presidente da entidade máxima do futebol argentino, Julio Grondona, foi insultado durante o protesto. Os torcedores ainda lançaram rojões e cantaram o hino nacional antes de conseguir entrar no edifício. 11 pessoas entregaram uma carta à federação com todas as solicitações.

Além das exigências referentes ao Mundial do Brasil, os barra-bravas também pediram a entrada de torcedores adversários nos estádios argentinos.

Ainda segundo os meios de comunicação do país vizinho, foram identificados no protesto torcedores de clubes de menor expressão, comoTemperley, Los Andes, Platense, Quilmes, Gimnasia, Chacarita, Colegiales, San Telmo e Tristán Suárez.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade