Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Botafogo massacra o Criciúma e conquista sua primeira vitória

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Na sua melhor exibição desde o início do Campeonato Brasileiro, o Botafogo goleou o Criciúma por 6 a 0, em partida disputada na noite deste sábado, no Maracanã. Foi a primeira vitória da equipe alvinegra na competição e também o primeiro resultado positivo alcançado pelo técnico Vagner Mancini,desde que assumiu a direção técnica do time de General Severiano. Daniel, três, Emerson Sheik, dois, e Wallyson marcaram os gols que definiram o resultado.

Com a vitória, o Botafogo saiu da zona de rebaixamento e subiu para a nona posição, com quatro pontos ganhos. O Criciúma segue com três pontos ganhos, na 15ª posição.

A vitória fez justiça ao melhor desempenho do Botafogo, principalmente no segundo tempo, quando liquidou com qualquer tentativa de reação do adversário. O Criciúma que sentiu falta de Paulo Baier, contundido, teve um desempenho razoável na etapa inicial, mas o começo arrasador do time carioca, no segundo tempo, não deixou margem para qualquer reação da equipe de Santa Catarina.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrentará o Goiás, em Juiz de Fora. O Criciúma vai receber o Internacional, no Heriberto Hulce.

O jogo - Logo no primeiro minuto, a torcida do Botafogo teve o primeiro momento de emoção, quando Daniel arriscou de, fora da área, e o goleiro Galatto rebateu para a frente da sua área. Logo depois, o goleiro da equipe catarinense voltou a defender parcialmente um chute de Edilson,em cobrança de falta.

Os alvinegros dominavam completamente a partida e, aos sete minutos, Emerson Sheik mandou uma bomba e a bola explodiu na trave direita do Criciúma.

A equipe catarinense chegou, pela primeira vez, com perigo, aos dez minutos, em chute violento de Silvinho que Jéfferson defendeu em dois tempos. O lance animou a equipe visitante que voltou a incomodar em chute perigoso de Wellington Bruno.

Divulgação/Botafogo F. R.
Jogadores do Botafogo comemoram um dos gols da goleada por 6 a 0 contra o Criciúma, no Maracanã
O Criciúma mostrava muito mais organização do que o alvinegro carioca e passou a ficar mais tempo com a bola.Aos 15 minutos, depois de bola levantada na área, o goleiro Jéfferson saiu com precisão e afastou o perigo da sua área.

O Botafogo atuava com uma formação ofensiva, mantendo apenas Gabriel na proteção da zaga, o que permitia maior posse de bola do Criciúma, no meio campo. Aos 22 minutos, após rebatida defeituosa de Bolatti, a bola sobrou para Serginho que chutou forte, mas a bola saiu. Um minuto depois, o Botafogo marcou o primeiro gol do jogo. Bolatti recebeu do lado direito e levantou para Emerson que teve tempo de dominar a bola e chutar rasteiro. O goleiro Galatto ainda tocou na bola,mas não conseguiu impedir que ela entrasse mansamente no seu gol.

Depois dos 30 minutos, o jogo ficou monótono. Os dois times passaram a cometer muitas faltas e errar muitos passes, o que impedia que a partida tivesse velocidade.

Aos 40 minutos, o Criciúma tentou chegar na área alvinegra em cobrança de falta, mas Jéfferson saiu bem e abafou o perigo.

O time catarinense pressionou até o final do primeiro tempo, mas sem qualquer objetividade, limitando-se a cruzamentos para área alvinegra que quase sempre iam parar nas mãos de Jéfferson.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo. E, aos três minutos, Emerson desarmou Cortez, avançou pela direita e lançou Zeballos que escorou para Jorge Wagner, mas o chute do meia foi muito ruim e não levou perigo para o gol de Galatto.

Arte GE.Net
Aos seis minutos, o Botafogo ampliou.Edilson cruzou da direita, o goleiro Galatto saiu mal e tocou na bola que caiu nos pés de Emerson. O Sheik bateu cruzado e colocou a bola nas redes catarinenses.

O Criciúma nem teve tempo de se organizar. O Botafogo seguiu na pressão e marcou o terceiro gol, aos nove minutos, através de Daniel que aproveitou a sobra de uma bola dividida entre Edilson e Fábio Ferreira.

Dois minutos depois, o mesmo Daniel marcou o quarto gol, após jogada individual.

O domínio alvinegro era total e, aos 16 minutos, Edilson quase anotou o quinto gol, depois de receber bom lançamento do Sheik, mas a bola bateu na trave.

As mudanças do Criciúma não surtiram efeito e o Botafogo voltou a marcar aos 27 minutos, novamente com Daniel em boa jogada individual.

O Criciúma se entregou completamente e, aos 35 minutos, o Botafogo marcou o sexto gol em chute cruzado de Wallyson, depois de tabelar com Daniel.

Inteiramente batido, o Criciúma apenas tentava se defender para evitar sofrer outros gols, enquanto o Botafogo procurava tocar a bola para delírio da sua torcida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade