Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Botafogo tenta reduzir folha salarial para voltar a buscar reforços

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Nas últimas semanas a diretoria do Botafogo anunciou duas contratações que causaram impacto. O primeiro foi o atacante Emerson Sheik, emprestado pelo Corinthians com o Glorioso arcando com metade dos salários. O outro, apresentado na tarde de terça-feira, foi o meia Carlos Alberto, que recentemente deixou o Goiás e que foi contratado sem custos, com o seu pagamento condicionado a sua produção. Agora, o clube vai dar um tempo na ida ao mercado e só se reforçará se conseguir reduzir a folha salarial.

O primeiro a sair deve ser o volante Renato, que está se transferindo para o Santos. A sua saída vai representar economia de R$ 700 mil, mas parte desse valor já havia sido comprometida para o pagamento dos salários de Emerson Sheik. Portanto, a barca que vai deixar General Severiano deve ser bem maior para que novidades possam surgir no Alvinegro.

O lateral direito Alex deve ser o segundo a sair e o clube vem negociando seu empréstimo para o Criciúma. Os últimos detalhes desta negociação devem ser fechados nesta quinta-feira. O Glorioso ainda tenta um clube para outros jogadores que não fazem parte dos planos, como o lateral esquerdo Anderson, o zagueiro Mario Risso e os atacantes Yguinho e Sassá. O atacante Henrique já foi emprestado ao Bahia, dando início ao processo de redução do elenco que começou após a precoce eliminação na Copa Libertadores.

Divulgação/Botafogo F. R.
Carlos Alberto foi o segundo reforço contratado pelo Botafogo para o Brasileirão (foto: Satiro Sodré/SSPress)
Outro jogador com situação indefinida e que caminha para deixar o clube é o volante Aírton. O jogador está emprestado pelo Internacional, mas tem vínculo com o Benfica, de Portugal. Ele não conta com a simpatia dos torcedores e já carrega certo estigma de violento.

A ideia da diretoria é definir a redução do elenco até a próxima semana. Isso porque pretende usar a paralisação do Campeonato Brasileiro para poder formar todo o elenco e dar condições de trabalho ideais para o técnico Vagner Mancini. O time ainda trabalha com a possibilidade de perder jogadores importantes para o mercado internacional, como o goleiro Jefferson, o zagueiro Dória e o volante Gabriel. Dificilmente os dirigentes conseguirão manter todos os atletas do atual elenco por conta da delicada situação financeira do Botafogo.

 

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade