Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Carlos Alberto exalta retorno ao Fogão e revela: "Gosto de ser cobrado"

Rio de Janeiro (RJ)

Após uma passagem apagada pelo Goiás, o meia Carlos Alberto, de 29 anos, foi apresentado oficialmente pelo Botafogo, na tarde desta terça-feira, no Engenhão. Com a camisa que representa seu número da sorte (19), o armador, que conquistou o título da Liga dos Campeões da Europa pelo Porto-POR, em 2004, exaltou a sua segunda oportunidade no clube de General Severiano e se mostrou tranquilo quanto às cobranças que receberá das arquibancadas.

“É uma honra enorme voltar a um lugar que conheço bem. Se não me engano, 80% das pessoas com quem trabalhei no futebol foram daqui. Minha excitação está grande. Confio em todos os membros da diretoria e vou valorizar a chance que o Botafogo está me proporcionando. Fiquei sete meses sem fazer nada (em 2013) e estou pronto para voltar à ativa. Gosto do clube e também de ser cobrado. Acredito que neste ambiente de trabalho tenho condições de engrandecer”, discorreu.

Após expor seu contentamento por voltar a vestir o manto da estrela solitária, Carlos Alberto fez questão de citar o pagamento das pendências financeiras com o clube, fator que antecipou sua saída de General Severiano, em 2008: “O Botafogo não me deve nada. As questões financeiras da outra gestão (comandada por Bebeto de Freitas) foram acertadas. Tenho um novo contrato por aqui”, revelou.

Esta será também a segunda vez que o meia trabalhará com o técnico Vágner Mancini. Os dois estiveram juntos em 2010, no Vasco da Gama, primeiro clube que defendeu após deixar o Fogão. Neste ínterim, o jogador também passou por Grêmio, Bahia e Goiás. Na equipe esmeraldina, teve um desanimador retrospecto de apenas seis partidas, onde não marcou nenhum gol, tampouco realizou assistências.

Satiro Sodré/Divulgação
"O Botafogo não me deve nada. As pendências da outra gestão foram acertadas", disse o meia (Foto: SS Press)

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade