Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Carrinhos continuam, e atacante da Seleção quase se machuca

Tossiro Neto Teresópolis (RJ)

Tornou-se uma constante dar carrinhos perigosos nos treinos da Seleção Brasileira. Desde o primeiro trabalho com bola na Granja Comary, vários jogadores quase se machucaram. O principal alvo é Bernard, que nesta sexta-feira sofreu uma entrada dura do lateral direito Daniel Alves logo no começo da atividade em campo.

Em uma roda de bobinho, o jogador do Barcelona se atirou no gramado e esticou a perna com a trava da chuteira em direção ao pé direito do atacante do Shakhtar Donetsk, que imediatamente passou a mancar e, depois, agachou-se em campo, mas participou normalmente de todos os trabalhos.

Jogador mais jovem e franzino entre os convocados por Luiz Felipe Scolari, o baixinho Bernard tem sofrido bastante com os companheiros. Na quinta-feira, segundo dia de treino com bola, quem o acertou foi outro jogador do Barcelona, Neymar. Diferentemente de Daniel Alves, no entanto, o atacante se desculpou com o colega de posição logo em seguida.

No mesmo dia em que Bernard apanhou de Neymar, um carrinho perigoso de Willian irritou o zagueiro Dante, que aceitou pedido de desculpas imediato, porém se permitiu dar o troco mais tarde em outro meia do Chelsea, Oscar. Outro a reclamar foi o volante Luiz Gustavo, do Wolfsburg, acertado pelo atleticano Jô, na linha de fundo, bem à frente de Felipão.

As entradas não vem sendo assinaladas pelo apito do treinador, que tem deixado prevalecer a disputa acirrada. Por sorte - dele e dos convocados -, nenhum jogador precisou parar no departamento médico até o momento. Além disso, apesar dos carrinhos e das divididas mais ríspidas, o ambiente do grupo é o melhor possível neste início de preparação para a Copa do Mundo, inclusive para Bernard, que entra também nas brincadeiras.

O Brasil vai abrir o torneio em 12 de junho, quando enfrenta a Croácia, em Itaquera. Antes disso, o time verde-amarelo faz dois amistosos preparatórios, contra Panamá (em 3 de junho, em Goiânia) e Sérvia (em 6 de junho, no Morumbi).

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade