Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Ceni elogia passe decisivo: "Ganso faz coisas que outros não fazem"

Barueri (SP)

Luis Fabiano fez o gol de empate, mas o São Paulo saiu da Arena Barueri aplaudindo Paulo Henrique Ganso. O meia prendeu a bola na medida certa até deixar o atacante em condições de finalizar e evitar a derrota diante do Corinthians no domingo, jogada suficiente para que o ídolo do Tricolor o apontasse como acima da média.

“O Ganso faz coisas que outros não fazem”, definiu Rogério Ceni, apontando o lance do camisa 10 como o diferencial do clássico. “Entramos uma vez só na área deles e fizemos o gol. Eles entraram duas vezes na nossa e fizeram um gol. Foi um jogo muito truncado, parelho”, analisou.

Ciente da importância e da qualidade da sua assistência, Ganso parabenizou também Luis Fabiano por ter vencido a disputa de bola com Cleber para igualar o placar do Majestoso em 1 a 1 aos 35 minutos do segundo tempo.

“Sei das qualidades que tenho para ajudar a equipe no ataque e procurei fazer isso. Errei no primeiro tempo, mas acertei no segundo e o Luis fez o gol de empate. Era o único espaço e o Luis foi mais esperto ao dar o carrinho”, disse o meia, que queria mais do time.

“Poderíamos ter chutado mais. Pegamos muito volume e poderíamos ter virado. Mas o empate está bom para as duas equipes”, conformou-se Ganso, ressaltando a pressão exercida pelos anfitriões neste domingo na Arena Barueri durante todo o segundo tempo.

Na condição de capitão, Rogério Ceni enalteceu, contudo, o empenho mostrado pelo São Paulo em campo. “O time quis o jogo o tempo todo, lutou muito desde o primeiro tempo. Não se pode achar que o time não teve vontade porque se dedicou muito”, declarou o goleiro.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Camisa 10 enganou a defesa corintiana para dar a assistência do gol de empate e foi parabenizado pelo capitão

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade