Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Com dinheiro na mão, Santos deve pagar Lucas Lima até esta quinta

Do correspondente Tiago Salazar Santos (SP)

O dinheiro chegou, falta pagar. Lucas Lima reforçou o elenco santista no início da temporada, mas a novela de sua negociação se arrasta até hoje. O Santos adquiriu 80% dos direitos econômicos do meia e deveria ter pago R$ 5 milhões ao Internacional de Porto Alegre em 17 de fevereiro, mas não o fez.

O dinheiro, na verdade, não virá do clube presidido por Odílio Rodrigues e sim do grupo de investimento maltês Doyen Sports, parceiro santista em outras frentes, como na contratação de Leandro Damião.

Semana passada, Odílio Rodrigues inclusive chegou a cobrar o CEO do grupo de investimento, Nelio Lucas, sobre o atraso no cumprimento dos prazos das transferências tanto de Lucas Lima quanto de Leandro Damião, que teve a 3ª parcela de sua compra paga com quatro dias de atraso.

Nesta terça-feira, o dinheiro, enfim, chegou ao Santos. Após isso, o clube fez a conversão do valor, já que o Doyen faz o repasse em dólar. Tudo indicava que até a noite desta quarta-feira a quantia cairia na conta do clube gaúcho, mas a assessoria santista, procurada pela reportagem, não confirmou o pagamento.

No momento que tudo parece perto de um acerto, Lucas Lima também vive a expectativa de jogar pela primeira vez como titular do Santos. Nesta quinta-feira, o jogador, que fora apresentado com a mística camisa 10 do Peixe à época, será o responsável pela armação da equipe no duelo contra o Princesa do Solimões, em Manaus, em partida válida pela segunda fase da Copa do Brasil.

Ivan Storti/Santos FC
O Santos adquiriu 80% dos direitos econômicos do meia e deveria ter pago R$ 5 milhões ao Internacional

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade