Futebol/Copa do Brasil - ( )

Com vantagem do empate sem gols, Ponte define vaga diante do Paraná

Campinas (SP)

Depois de empatarem em 1 a 1 em Curitiba, Ponte Preta e Paraná Clube voltam a se encontrar para decidirem a vaga para a terceira fase da Copa do Brasil 2014, nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. A Macaca tem a vantagem de poder empatar sem gols para se garantir na sequência da competição.

Jogando em casa, a Ponte quer aproveitar a vantagem, mas precisa arrumar alguns erros mostrados no empate diante da Luverdense. O técnico Dado Cavalcante não contará com Diego Sacoman, lesionado, além de Elton, que já atuou pelo time adversário e por isso não pode jogar. Na lateral, Neílson pode aparecer improvisado no lugar de Magal.

PontePress/Guilherme Dorigatti
Ponte quer esquecer empate contra Luverdense e aproveitar o fator casa para passar de fase na Copa do Brasil

Dando sequência a uma exaustiva maratona pelo Brasil, com jogos também pela Série B, incluindo dois no Nordeste nas últimas três semanas, o Tricolor da Vila chega em Campinas com espírito de decisão. Por isso, o técnico Claudinei Oliveira já definiu que o time terá a força máxima disponível. “A gente só não coloca o que tiver de melhor, se o jogador tiver em risco iminente de lesão. Na Copa do Brasil não tem volta. Você tem que ir lá e decidir”, afirmou.

Em relação ao primeiro encontro, pelo menos três novidades devem aparecer, repetindo a formação que entrou em campo diante do Santa Cruz, pelo Brasileirão. O lateral Carlinhos Miranda, o meia Marcos Serrato e o atacante Carlinhos devem ser mantidos entre os titulares. Breno e Juliano Mineiro seguem na capital paranaense, veados pelo departamento médico.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X PARANÁ

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 06 de maio de 2014, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto - MG (CBF-1)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG)

PONTE PRETA: Roberto, Daniel Borges, César, Leonardo Moura e Neílson; Adilson Goiano (Juninho), Fernando Bob, Alef e Adrianinho; Edno e Alexandro.
Técnico: Dado Cavalcanti

PARANÁ: Marcos; Rodrigo Mann, Brinner, Anderson Rosa e Carlinhos Miranda; Cambará, Edson Sitta, Lúcio Flávio e Marcos Serrato; Carlinhos e Giancarlo.
Técnico: Claudinei Oliveira

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade