Futebol/ Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Cruzeiro deixa derrota na Argentina para trás e só pensa no clássico

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Poucas horas depois de perder para o San Lorenzo, na Argentina, a delegação do Cruzeiro já está de volta a Belo Horizonte e passa a focar no clássico do fim de semana contra o Atlético-MG, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Sem tempo de descanso, os atletas deixaram o Aeroporto de Confins e seguiram para a Toca da Raposa.

Para o volante Nilton a importância do clássico vai refletir na cidade e baseado nos resultados no Campeonato Mineiro, prevê um duelo difícil:“Enfrentamos a equipe deles três vezes nesta temporada e ficamos só no empate por 0 a 0. Belo Horizonte vai novamente parar com este jogo. É um clássico importante e vamos buscar esse golzinho, para não ficarmos mais no empate”.

Devido o desgaste pelo excesso de jogos, o técnico Marcelo Oliveira admite poupar jogadores no clássico contra o arquirrival. Suplente na partida os argentinos, Dagoberto manifestou a sua vontade de atuar como titular no clássico de domingo. O jogador, porém, ainda terá que aguardar a definição do treinador celeste.

“É bom, acho que o máximo que eu jogar é melhor. Estou à disposição do treinador e pronto para ajudar a equipe”, disse Dagoberto, que se recuperou de lesão recentemente e precisa ganhar ritmo de jogo para voltar a ser titular do time do técnico Marcelo Oliveira. Willian tem iniciado os jogos na vaga de Dagoberto.

Mesmo com o Braisleiro no início, a diferença entre as equipes já se faz muito visível. A Raposa é a segunda colocada na tabela, com 7 pontos, enquanto o Galo está na 17ª posição, com apenas um ponto em nove disputados.

O clássico que promete parar a capital mineira será no Independência, domingo, às 16 horas.

Divulgação/Cruzeiro
Dagoberto, que não jogou ontem contra o San Lorenzo, quer começar o clássico contra o Atlético

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade