Futebol/Campeonato Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Cruzeiro duela contra San Lorenzo para manter hegemonia do Brasil

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Hegemônico nos últimos anos na Libertadores, o futebol brasileiro depende do Cruzeiro para continuar mandando na América. Único representante do Brasil que sobrevive na competição continental, a Raposa enfrenta os argentinos do San Lorenzo, nesta quarta-feira, às 22h, no estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires.

Uma das apostas da equipe celeste para trazer um bom resultado para o Brasil no jogo de volta é o retrospecto contra o San Lorenzo, que apesar de equilibrado é favorável aos cruzeirenses. As duas equipes se enfrentaram sete vezes, desde 1971, com três vitórias da Raposa, dois empates e dois triunfos da equipe argentina, que marcou sete gols, enquanto o Cruzeiro fez nove.

Pela Libertadores, o Cruzeiro já enfrentou o time do Papa Francisco em 2008. No jogo de ida, na Argentina, empate sem gols, mas no duelo da volta, disputado em Ipatinga, no Vale do Aço mineiro, a Raposa venceu por 3 a 1, números que animam os atletas celestes, mas que não dizem como será o confronto desta quarta-feira.

“A gente vai jogar de acordo com a circunstância do jogo, não adianta querer mostrar para o torcedor, ou mostrar para o Brasil que a gente é um time que faz quatro ou cinco gols por jogo. Temos que ver a situação do jogo, ser inteligentes, 1 a 0 é goleada, e um empate não é um mal resultado, já que a gente tem a chance de decidir na nossa casa. Mas não é porque vamos decidir em casa que temos que ficar retrancados”, declarou o atacante Willian.

Sobre o time que entra em campo, o treinador cruzeirense fará duas mudanças. Dagoberto está recuperado de lesão muscular na coxa, mas ainda precisa melhorar a condição física e readquirir ritmo de jogo. Por isso, o técnico Marcelo Oliveira vai começar com William deixando Dagoberto entre os reservas.

Desfalque certo será o zagueiro Bruno Rodrigo, que foi expulso na partida contra o Cerro Porteño, nas oitavas de final da Libertadores e terá que cumprir suspensão. Nos treinamentos da semana, Léo foi o escolhido por Marcelo Oliveira e inicia o duelo na Argentina.

Divulgação/Cruzeiro
Único brasileiro sobrevivente na Libertadores, Cruzeiro tem a missão de manter hegemonia brasileira

Se para o Cruzeiro o título da Libertadores seria o terceiro do clube, o San Lorenzo ainda busca sentir o gostinho do título pela primeira vez. Dos grandes times da Argentina, o San Lorenzo é o único que ainda não levantou a América, por isso, a conquista é tratada quase como uma obsessão pelos argentinos, que investiram pesado para ser campeão.

O técnico Eduardo Bauza tem dois desfalques para a partida contra o Cruzeiro. O meia-atacante Romagnoli e o zagueiro Fontanini estão suspensos pela Conmebol por brigar no duelo contra o Independiente del Valle, jogo no Equador, que o San Lorenzo acredita ter sido prejudicado pela arbitragem. O armador Piatti é o grande destaque do time está confirmado nesta quarta-feira.

FICHA TÉCNICA
SAN LORENZO X CRUZEIRO

Local: Estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires (ARG)
Data: 07 de maio de 2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Antonio Arias (PAR)
Assistentes: Rodney Aquino e Carlos Caceres (ambos do Paraguai)

SAN LORENZO: Torrico; Buffarini, Valdes, Gentiletti e Emmanuel More; Villalba, Mercier, Ortigoza e Piatti; Correa e Mauro Matos
Técnico: Eduardo Bauza

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Léo e Samudio; Henrique, Lucas Silva, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Willian e Júlio Baptista
Técnico: Marcelo Oliveira

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade