Futebol/Campeoanato Brasileiro - ( )

Cruzeiro se recupera de ressaca com vitória sobre o Coritiba

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Belo Horizonte (MG)

Em um jogo de muitos gols no Mineirão, o Cruzeiro bateu o Coritiba por 3 a 2, e se mostrou recuperado da ressaca pela queda na Libertadores da América, encostando nos líderes do Campeonato Brasileiro, com 10 pontos ganhos. O Coxa, por sua vez, segue sem conhecer resultado positivo e, com três pontos, amarga uma posição na zona de rebaixamento.

A Raposa abriu o placar aos 10 minutos da primeira etapa, com Ricardo Goulart aproveitando levantamento de Egídio para balançar as redes. Alex, de cabeça, deixou tudo igual, aos 22 minutos. Ricardo Goulart fez o segundo dele aos 45 minutos. Na segunda etapa, Norberto aproveitou levantamento, aos nove minutos, para fazer o segundo para o Alviverde.

Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Sport, quarta-feira, no Mineirão. Já o Coritiba recebe o Internacional, no mesmo dia, no Estádio Couto Pereira.

O jogo – Logo nos primeiros movimentos ficou clara a postura Alviverde, que se plantou no setor defensivo para segurar a Raposa, que tinha maior ação. Aos três minutos, Nilton mostrou o cartão de visitas com um chute pela linha de fundo. Depois de muitos chutões, o gol mineiro saiu aos 10 minutos, com Ricardo Goulart, que aproveitou cruzamento de Egídio para testar para o fundo das redes.

O Cruzeiro seguia com a posse de bola, buscando o ataque. Aos 16 minutos, Dagoberto fez o levantamento, a bola passou por todo mundo e Dedé não aproveitou. O Coxa finalmente apareceu aos 19 minutos, com uma bomba de Jajá, pela linha de fundo. Mas, aos 22 minutos, Alex subiu mais do que a defesa e desviou de cabeça para deixar tudo igual contra seu ex-time.

Nilton apareceu na área para cabecear, aos 30 minutos, e a bola foi pela linha de fundo. Na resposta, Carlinhos arriscou de longe e Fábio fez grande defesa. Aos 39 minutos, Borges foi travado na área e ficou pedindo pênalti. O árbitro mandou seguir. O jogo era fraco tecnicamente e o ritmo diminuiu ainda mais ao final da primeira etapa. Até, que aos 45 minutos, Éverton Ribeiro cruzou e Ricardo Goulart fez o segundo dele.

Depois do intervalo, as equipes retornaram sem modificações. Aos dois minutos, Jajá fez bom lançamento para Zé Love, mas Dedé apareceu para cortar na hora exata. O Coxa voltou com um pouco amis de disposição, buscando empate. Aos nove minutos, Norberto começou a jogada e correu para a área para desviar cruzamento de Carlinhos e marcar.

O jogo melhorou e, aos 11 minutos, Nilton, de bicicleta, obrigou Vanderlei a fazer grande defesa. Aos 16 minutos, foi a vez de Egídio arriscar um petardo e carimbar a trave direita. A Raposa perdeu uma chance incrível de voltar à frente no placar aos 22 minutos com Ricardo Goulart testando torto, dentro da pequena área.

O gol era questão de tempo e, aos 23 minutos, William aproveitou sobra de bola de Vanderlei e chutou. No meio do caminho, Borges tocou para o fundo das redes. Precisando de gols, finalmente o técnico Celso Roth resolveu dar uma chance para a entrada de Keirrison, que perdeu espaço com sua chegada. Porém, o ataque coxa-branca não funcionava. Aos 37 minutos, Geraldo partiu para o contra-ataque e foi travado. Lance normal para a arbitragem. O Cruzeiro administrou bem os minutos finais e garantiu os três pontos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade