Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

De virada, Cruzeiro quebra invencibilidade do Inter e lidera

Caxias do Sul (RS)

O Cruzeiro começou a rodada do Campeonato Brasileiro como líder e perdeu o posto depois dos jogos de sábado, mas cumpriu seu dever neste domingo e confirmou sua manutenção na ponta. A equipe de Marcelo Oliveira venceu o Internacional por 3 a 1, de virada, no estádio Centenário, em Caxias do Sul.

O resultado deste domingo acabou com a invencibilidade do Internacional, que era o único time sem derrota neste momento do campeonato. O Colorado saiu na frente com gol do volante Wellington.

Porém, ainda no primeiro tempo, Ricardo Goulart igualou a contagem. Depois do intervalo, Willian decretou a virada dos visitantes, que chegaram aos 16 pontos, na ponta isolada, com um de vantagem sobre o vice-líder Fluminense. Já o time de Abel Braga fica com 12, no oitavo lugar.

Na próxima rodada, os dois times entram em campo na quarta-feira. Às 21 horas (de Brasília), o Colorado enfrenta a Chapecoense, novamente em Caxias do Sul. Já o Cruzeiro vai a São Paulo para encarar o Corinthians, às 22 horas, no Canindé.

Alexandre Lops/Divulgação/Internacional
Marcelo Moreno fez o terceiro gol do Cruzeiro na vitória sobre o Internacional, neste domingo
O jogo - Empurrado pela torcida que compareceu ao estádio Centenário, o Internacional começou pressionando o adversário, segurando a bola na frente, mas sem conseguir levar perigo real à meta defendida por Fábio. A partir dos dez minutos, o Cruzeiro passou a sair um pouco mais, principalmente pelos pés de Dagoberto, que fez jogada individual e finalizou fraco, nas mãos de Dida.

Diante da dificuldade do Inter de entrar na área com a bola, D’Alessandro também arriscou de fora da área, pois dominou na meia-direita, puxou para o meio e arrematou em busca do ângulo, mas para fora. O argentino tentou uma jogada parecida pouco depois e quase abriu o placar. No lance, o meia soltou um chute forte da meia-direita e acertou o travessão.

Depois disso, o ritmo do jogo caiu um pouco, até que o Inter trabalhou bem a bola para inaugurar a contagem. Aos 38 minutos, D’Alessandro tocou pela direita para Otávio, que fez belo passe no mesmo lado, dentro da área, para Diogo. O jogador, então, cruzou rasteiro, encontrando Wellington, que deu um carrinho na pequena área para alcançar a bola e mandar para o gol.

O problema para o Inter foi não ter conseguido administrar o placar por muito tempo. Aos 42, depois de cobrança de escanteio, Valdívia tirou para o alto da área, e Ricardo Goulart evitou que a bola saísse, cabeceando por entre Dida e a trave para marcar o gol.

Arte GE.Net
No intervalo do jogo, o técnico Marcelo Oliveira trocou de atacante: Dagoberto saiu para a entrada de Willian. E o atleta que havia acabado de entrar quase marcou no início da etapa complementar, pois recebeu cruzamento de Egídio e cabeceou para muito perto da trave.

Na resposta dos gaúchos, Otávio pegou rebote depois de escanteio e chutou forte, para boa defesa de Fábio. Esta foi a última jogada do jogador na partida, já que minutos depois acabou substituído por Eduardo Sasha. Aos 20, o Colorado desperdiçou boa chance de ter novamente vantagem, pois Juan chegou livre em cobrança de escanteio e cabeceou para fora.

Porém, o Cruzeiro mostrou muita eficiência no contragolpe. Aos 24, Everton Ribeiro fez ótimo lançamento para Willian, que chegou à entrada da área, protegeu a bola do zagueiro e finalizou no canto, para fazer o gol.

A partir daí, o Inter se lançou totalmente ao ataque, mas abriu espaço para o contragolpe. Assim, aos 41, Marcelo Moreno marcou o terceiro gol e acabou com qualquer esperança de reação dos mandantes.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade