Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

De virada, Vasco vence Treze, mas não elimina jogo de volta

Gazeta Press Campina Grande (PB)

O Vasco, finalmente, quebrou a série de maus resultados. Em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Estádio Amigão, em Campina Grande, a equipe de São Januário derrotou o Treze, de virada, por 2 a 1, pela segunda fase da Copa do Brasil. O atacante Thales foi o herói do jogo,marcando os gols da equipe carioca que saiu perdendo no primeiro tempo,com um gol de Esquerdinha, mas conseguiu reagir na fase final e construir o resultado favorável.

Os dois times voltarão a se enfrentar, na próxima semana, em São Januário. Por ter marcado dois gols na casa do adversário, o Vasco pode até perder por 1 a 0 para seguir no torneio. O vencedor do confronto entre cariocas e paraibanos vai encarar o ganhador do duelo entre Ponte Preta e Paraná.

O jogo - Muito desfalcado, o Vasco começou a partida de forma muito cautelosa, enquanto a equipe paraibana tomava a iniciativa do ataque. Apesar da maior disposição ofensiva, o Treze não conseguia construir jogadas de ataque, em função da boa marcação da equipe carioca.

O primeiro lance de emoção na partida aconteceu aos dez minutos, quando Jonatas Belusso foi lançado na corrida, chegou a passar pelo goleiro Diogo Silva, que deixou sua área, mas o toque foi forte demais e a bola saiu, para alívio da torcida cruz-maltina.

O time de Campina Grande continuava melhor na partida. Aos 14 minutos, o goleiro Diogo Silva saiu mal para cortar o cruzamento, mas o ataque do Treze não conseguiu aproveitar a falha. A bola acabou nos pés de Fernandes que concluiu mal.

Divulgação/Vipcomm
O Treze saiu na frente, mas não conseguiu segurar a vantagem. Foto: Leonardo Silva
O Vasco só conseguiu chegar na área paraibana, aos 15 minutos, mas Thales demorou muito a concluir e acabou desarmado. O lance animou a equipe carioca e o volante Danilo arriscou, de fora da área, e a bola passou perto da trave esquerda de Gílson.

O maior ímpeto ofensivo do Treze acabou premiado aos 19 minutos. Jonatas Belusso arrancou pela esquerda e cruzou rasteiro para a entrada fulminante de Esquerdinha que chegou batendo, sem dar chance ao goleiro Diogo Silva.

Empolgado com a vantagem, o time paraibano seguiu no ataque e quase ampliou aos 21 minutos, quando Diogo Silva voltou a sair mal em cruzamento na pequena área e Jonatas Belusso quase aproveita, mas o goleiro vascaíno conseguiu a recuperação.

O Vasco quase chegou ao empate, aos 25 minutos. Douglas levantou a bola na área, Douglas Silva cabeceou e Gilson fez grande defesa, em dois tempos. Um minuto depois, o goleiro do Treze voltou a aparecer muito bem, ao defender um chute cruzado de Diego Renan.

O time dirigido por Adilson Batista abandonou qualquer precaução defensiva e passou a encurralar a equipe da casa, tentando o gol do empate. Aos 32 minutos, Douglas fez ótimo lançamento para Thales, na grande área, mas o atacante demorou a concluir e acabou bloqueado pela zaga.

O Treze armada a maioria das jogadas pela esquerda, com o meia Fernandes,improvisado na lateral esquerda, aproveitando os espaços deixados por André Rocha.

Aos 35 minutos, Felipe Bastos derrubou Esquerdinha na intermediária. Na cobrança, o próprio Esquerdinha chutou com perigo. Logo depois, o goleiro Diogo Silva deu novo susto na torcida, ao deixar uma bola passar bem perto da trave direita.

No Vasco, o jovem volante Danilo mostrava personalidade e tentava levar o time para a frente. Aos 42 minutos, ele mandou uma bomba que passou perto do ângulo esquerdo de Gílson.

O Vasco voltou para o segundo tempo com os jovens atacantes Yago e Marquinhos nas vagas de Montoya e Reginaldo que pouco produziram na etapa inicial. E na primeira jogada de Marquinhos,aos cinco minutos, o Vasco chegou ao empate. O ponteiro penetrou pela esquerda, se livrou da marcação, e cruzou para a entrada de Thales que cabeceou, sem dar chances ao goleiro Gílson.

O time carioca se empolgou e quase ampliou aos sete minutos. Yago entrou pela direita, passou para Thales que, de calcanhar, tocou para Marquinhos finalizar, mas a bola subiu demais.

O Treze ficou assustado com a mudança do Vasco e só conseguiu acordar, aos 11 minutos, em chute de Jonatas Belusso que passou longe do gol.

Divulgação/Facebook
Thales marcou os dois gols que garantiram a virada do Vasco, mas não eliminaram o jogo de volta
Os dois times pareciam satisfeitos com o resultado,tocando a bola sem muita ambição ofensiva. O Treze só voltou a aparecer na área da equipe carioca, aos 22 minutos, quando Esquerdinha fez boa jogada individual e chutou rasteiro, para boa defesa de Diogo Silva.

Aos 32 minutos,foi a vez do Vasco aparecer no ataque. Danilo foi derrubado na entrada da área. Douglas bateu com categoria e Gilson fez grande defesa, espalmando para escanteio.

O Treze parecia mais preocupado em defender o resultado e garantir o segundo jogo, mas o Vasco, mesmo sem muita inspiração,buscava o segundo gol com um pouco mais de vontade.

E o time carioca acabou marcando o segundo gol, aos 40 minutos. Douglas bateu escanteio e Thales subiu mais que todo mundo para testar sem chances, de defesa, para Gílson.

O Vasco ainda tentou o terceiro gol que eliminaria a segunda partida, mas o Treze soube se defender e garantir a realização da segunda partida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade