Futebol/Série B - ( - Atualizado )

Defesa funciona, mas paranistas lamentam falta de gols do ataque

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Em uma apresentação fraca na Vila Capanema, o Paraná Clube não passou de um empate sem gols diante do Boa Esporte e perdeu uma boa chance para subir na classificação da Série B do Campeonato Brasileiro. Para o meia Lúcio Flavio, no entanto, o time até demonstrou equilíbrio, mas foi impedido de desenvolver o futebol pela retranca mineira.

“Infelizmente no futebol tem adversário com a proposta de se defender e ficar por uma bola. E quase conseguiram”, disse o capitão paranista, que não fez relação entre os problemas extracampo enfrentados pelo clube e a série de jogos sem vitórias. “As dificuldades que temos fora só podemos reverter com os resultados dentro de campo. Lá dentro a gente não fica pensando sobre isso”, completou.

Já o volante Edson Sitta aproveitou para elogiar o sistema defensivo, mas sem esquecer de lamentar as chances perdidas pelo ataque. “Na parte defensiva nós neutralizamos eles, mas não conseguimos concluir as oportunidades de gol. Mas não podemos deixar que isso nos abata. Tem que trabalhar para minimizar esses erros. Não tomar os gols e fazer para ter mais tranquilidade na competição”, avaliou.

De volta ao Tricolor após oito anos, o zagueiro Gustavo fez uma boa reestreia, mas agora espera resultado melhores daqui para frente. “Infelizmente não aconteceu o gol. Tivemos bola na trave. Mas a equipe não tomou gol e isso começa a criar uma confiança no sistema defensivo. Agora precisamos caprichar para vir esses três pontos. A equipe não deixou de lutar. Agora é ter força para busca essas vitórias”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade