Futebol/Bastidores - ( )

Dilma dispara contra morte em PE: “Não podemos ser tolerantes”

São Paulo (SP)

A presidente Dilma Rousseff utilizou palavras fortes para repercutir a morte de um torcedor na partida de sexta-feira entre Santa Cruz e Paraná Clube, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Paulo Ricardo Silva foi atingido por um vaso sanitário no momento em que saía da partida no estádio do Arruda.

“O País que ama o futebol não pode ser tolerante com a violência nos estádios”, postou a presidente neste domingo, através de sua conta no Twitter. O torcedor sofreu o impacto no lado externo do Arruda. O vaso sanitário foi arremessado de uma altura superior a 20 metros, ainda da região interna do estádio. Outras três pessoas ficaram feridas em função do ataque da torcida do Santa Cruz.

“A morte do torcedor Paulo Ricardo Silva depois de uma partida de futebol no Recife é mais um triste exemplo da urgência de se instalar delegacias especializadas nos estádios”, cobrou Dilma Rousseff.

Paulo Ricardo Silva era torcedor do Sport, mas foi ao Arruda na sexta-feira para integrar a torcida do Paraná Clube diante de um rival de seu time do coração. Em redes sociais, ele chegou a registrar fotos ao lado dos fãs do clube de Curitiba.

“A violência nos estádios precisa ser coibida com rigor pelas polícias locais. Os criminosos devem processados e julgados. Os estádios de futebol são palco da alegria e da paixão. Devemos todos nos unir pela paz nos estádios”, encerrou Dilma Rousseff.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade