Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Diogo abre as portas para Gareca: "Linguagem do futebol é universal"

William Correia São Paulo (SP)

Capitão do Palmeiras, Lúcio não cansa de apontar dificuldades e até impaciência para esperar um técnico estrangeiro se adaptar. Mas a opinião do zagueiro não domina o elenco. Ao falar de Ricardo Gareca, que virá ao Brasil nesta quarta-feira e pode já assinar com o clube, Diogo só fez elogios.

“Não temos tanto costume de treinador estrangeiro, mas a linguagem do futebol é universal”, definiu o atacante, escolhido para dar entrevista coletiva nesta terça-feira e mostrando-se conhecedor do possível futuro comandante.

“Ele fez grande trabalho no Vélez Sarsfield, uma grande equipe da Argentina. Se for bom para o Palmeiras, vai ser muito bom para nós também”, apostou o jogador, disposto a aproveitar a chance que sempre cresce com a troca no comando.

“Não dá para dizer que não tive sequência por causa do Gilson Kleina porque estava lesionado. Com a saída dele, me recuperei e tive uma sequência muito boa. Com treinador novo, todos querem um lugar e é bom para o Palmeiras quando todos querem ser competitivos”, apontou.

Promovido a titular desde o jogo seguinte à demissão de Gilson Kleina, Diogo participou da atual sequência de três vitórias da equipe e também enche o interino Alberto Valentim de elogios pelo trabalho que vem realizando.

“No nosso dia a dia, o Alberto já estava com a gente. Parou recentemente e já participava dos treinos, criou um contato conosco muito importante para nós e para ele. E a confiança aumentou com as vitórias”, indicou.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Atacante virou titular desde a demissão de Gilson Kleina e participou da sequência de três vitórias

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade