Futebol Internacional/Copa 2014 - ( )

Dupla ofensiva do Torino sonha com "parceria" no Mundial de 2014

Turim (Itália)

Uma das sensações do Campeonato Italiano, o Torino sonha com uma classificação para a Liga Europa. O rival grená da Juventus figura no sexto posto, com 52 pontos, totalizando 14 vitórias, dez empates e 11 derrotas. Além do esquema ousado do técnico Giampiero Ventura, adepto da configuração 4-2-4, outro fator explica o sucesso do surpreendente clube: o bom entrosamento entre os atacantes Alessio Cerci e Ciro Immobile.

Embora somem convocações para a Azzurra, a presença da dupla entre os convocados de Cesare Prandelli não é certa. Ao passo que Cerci, com 13 gols e 11 assistências na Série A, possui presença praticamente garantida, seu companheiro ainda se vê em contexto de indefinição, mesmo com a artilharia da elite. Immobile registra 21 tentos, curiosamente nenhum de pênalti, e dois passes.

Presente no amistoso contra a Espanha, no último dia cinco de março, onde a Itália acabou derrotada por 1 a 0, Immobile confia em sua confirmação na lista final: “Prandelli me conhece bem e sabe que trabalho duro. Se ele decidir me chamar, farei tudo pela equipe, assim como me comporto no Torino”, enfatizou, em entrevista ao site da Fifa.

Já Cerci reforça o discurso do companheiro, projetando uma possível “parceria” com o centroavante em solo brasileiro: “Seria incrível viajarmos juntos para o Mundial. Porém, nossas chances são reflexo da atuação pelo Torino. Precisamos manter a eficiência até o final”, discorreu.

A alta procura italiana por atacantes é espelho do contexto envolvendo o trio Giuseppe Rossi, Mario Balotelli e Stephan El Shaarawy, até então indiscutíveis na relação azzurra. Rossi não voltou aos gramados desde que se contundiu (em janeiro), ao passo que “Super” Mario e El Shaarawy, por conta de contusões, trilham uma temporada inconstante.

Além da nova safra, velhos conhecidos dos torcedores italianos vieram à tona. Dentre eles, Luca Toni, de 37 anos, autor de 18 gols na temporada, Francesco Totti (36), com sete tentos, Antonio Cassano (31), com 11 redes balançadas, e Alberto Gilardino, com a mesma idade do “Cassino”, que deixou sua marca em 14 oportunidades.

AFP
Com 13 gols e 11 assistências no Campeonato Italiano, Cerci tem presença praticamente garantida na Copa

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade