Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

“Em casa”, volante Renato vibra com retorno ao Santos

Do correspondente Tiago Salazar Santos (SP)

Ídolo da torcida santista, o volante Renato está de volta ao clube. O jogador treinou na manhã desta terça-feira na academia e depois foi a campo na parte da tarde com o restante do elenco. O jogador se sente em casa e já se lembra do apelido que recebeu na Vila Belmiro.

“Aqui praticamente todo mundo me conhece como Renatinho”, disse o volante, apresentado oficialmente nesta terça-feira, no CT Rei Pelé.

“Pra mim é uma alegria imensa, parece que estou vivendo aquele tempo quando fui contratado em 2000, estou voltando para minha casa e vou fazer de tudo para qeu as coisas aconteçam” afirmou o jogador que completa 35 anos nesta quinta-feira, possível data de sua reestreia pelo Peixe.

“Foi bom para conhecer os meninos, conheço a maioria, mas só de jogar contra. Vinha treinando no Botafogo, não senti dificuldade. É meu desejo atuar o quanto antes, tem essa possibilidade, mas fica a cargo do professor Oswaldo”, avisou.

Para atuar diante do Princesa do Solimões, quinta-feira, na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil, a rescisão contratual dele com o Botafogo precisa chegar ao clube. Nesta terça-feira, a assessoria santista avisou que trabalha para deixar o atleta à disposição de Oswaldo o quanto antes.

Aliás, o técnico do alvinegro praiano foi o grande responsável pelo retorno de Renato. Quando o treinador estava para sair do Botafogo, Renato pediu para Oswaldo leva-lo de volta.

“Foi no final de dezembro. Já estava tendo especulação sobre o Oswaldo vir para o Santos. Eu estava no ímpeto de voltar e falei para ele. Não foi uma descontração, foi um pedido mesmo. Não deu certo em janeiro, mas deu agora”, revelou o novo camisa 35 do Peixe.

O contrato de Renato é válido até 31 de dezembro deste ano, mas o jogador não pensa em parar e já vislumbra uma renovação ao fim da temporada: “O pensamento é continuar, não tenho planos de encerrar a carreira, mas depende muito do lado pessoal, da família, agora é cumprir meu contrato e depois sentar para prorrogar”.

Ivan Storti / Divulgação Santos FC
O volante Renato se sente em casa e já se lembra do apelido que recebeu na Vila Belmiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade