Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Em Caxias, Inter busca recuperação contra animada Chapecoense

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Líder do Campeonato Brasileiro 10 dias atrás, o Internacional perdeu nada menos que sete posições na última semana, quando ganhou apenas dois pontos em três jogos. Nesta quarta, o Colorado quer voltar às vitórias e recuperar uma posição dentro do G-4 diante da animada Chapecoense, que ganhou no domingo seu primeiro jogo pelo Brasileirão em 36 anos.

A semana passada foi especialmente difícil para o Inter. Depois de empatar em 0 a 0 com o Criciúma mesmo atuando com um homem a mais durante todo o segundo tempo no Heriberto Hülse, a equipe foi desfalcada de sete titulares ao Paraná e empatou em 1 a 1 com o Coritiba. No domingo, diante do Cruzeiro, foram seis desfalques e a primeira derrota do time principal na temporada, por 3 a 1, o que ocasionou a queda para o 8º lugar na classificação.

“Nós encontramos um concorrente direto e perdemos. Não sei se merecíamos, o jogo foi muito igual. Eles aproveitaram as oportunidades depois do intervalo e, quando tomamos o segundo, saímos para buscar o resultado e sofremos o terceiro em um contra-ataque”, avaliou o meia D’Alessandro, após a derrota em Caxias do Sul para os mineiros.

Divulgação
D'Alessandro é peça-chave do Inter para confronto contra Chapecoense

Diante do Cruzeiro, não atuaram Gilberto, Paulão, Aránguiz, Alex, Alan Patrick e Rafael Moura. Nenhum destes seis titulares deve voltar diante da Chapecoense. Pra piorar, o meia Otávio, que foi titular, fraturou a mão e passará por cirurgia, ficando fora da partida. Eduardo Sasha e Jorge Henrique disputam sua posição na articulação. Diogo, Ernando, Wellington, Valdívia e Wellington Paulista seguem na equipe.

A Chapecoense, pelo contrário, vem cheia de animação para o confronto na serra gaúcha. Depois de não vencer nenhuma das seis partidas iniciais, a direção tomou a difícil decisão de demitir o técnico Gilmar dal Pozzo, herói dos acessos da Série C para a B e desta para a A, de 2012 a 2014. O próprio presidente Sandro Pallaoro considerou Dal Pozzo “o maior treinador da história do clube”, mas ressaltou que era necessária uma mudança para a equipe voltar às vitórias.

Com o interino Celso Rodrigues, a Chape obteve no último domingo sua primeira vitória em 36 anos na primeira divisão: 2 a 0 sobre o Palmeiras, na Arena Condá. Desde 13 de junho de 1978, quando bateu o Figueirense por 1 a 0, a equipe de Chapecó não vencia uma partida pela elite nacional. Foram 18 jogos no período (três em 1978, nove em 1979 e seis em 2014).

Inter e Chapecoense já se encontraram duas vezes em partidas oficiais. Pelo Brasileiro de 1978, no Beira-Rio, deu Colorado, 2 a 0. Em 2008, pela segunda fase da Copa do Brasil, em Chapecó, o Inter fez novamente 2 a 0, classificando-se para a etapa seguinte sem a necessidade de disputar o jogo de volta. O curioso é que caso a Chapecoense passe pelo Ceará, enfrentará justamente o Colorado na 3ª fase da edição deste ano do torneio, situação difícil de acontecer uma vez que a equipe cearense venceu fora de casa por 2 a 1 no jogo de ida.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL X CHAPECOENSE

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS)
Data: 28 de maio de 2014, quarta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)

INTERNACIONAL: Dida; Diogo, Ernando, Juan e Fabrício; Willians, Wellington, Eduardo Sasha (Jorge Henrique), D’Alessandro e Valdívia; Wellington Paulista
Técnico: Abel Braga

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Rafael Lima, André Paulino e Neuton; Wanderson, Diones, Dedé e Neném; Roni e Tiago Luís
Técnico: Celso Rodrigues

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade