Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Em jogo truncado, Criciúma supera expulsão e segura empate com Inter

Do correspondente Vicente Fonseca Criciúma (SC)

Jogando com o líder do Brasileirão, o Criciúma obteve um ponto importante neste domingo. Atuando com um homem a menos durante todo o segundo tempo, o Tigre segurou com competência a pressão do Internacional e ficou no 0 a 0, em uma partida muito truncada no Heriberto Hülse.

O Inter é quem teve as melhores chances no primeiro tempo, mas a etapa inicial ficou marcada mesmo por vários lances ríspidos. O lateral Eduardo, do Criciúma, foi expulso pouco antes do intervalo, após agredir Alex. Com um a menos, o Tigre tratou de segurar o time gaúcho no segundo tempo e conseguiu levar o jogo para um arrastado empate sem gols.

O resultado mantém o Inter isolado na ponta do Brasileirão, com 11 pontos, enquanto o Criciúma é o 17º, com 4. O Tigre volta a campo na quarta-feira, em casa, diante da Chapecoense. O Colorado visitará o Coritiba, no Couto Pereira, também na quarta.

O jogo – O volante Wellington, recém trazido por empréstimo do São Paulo, fez sua estreia na vaga de Aránguiz, suspenso, pelo Inter. O Colorado tentou tomar a iniciativa do jogo, mas a partida foi muito truncada no primeiro tempo. A primeira boa chance veio aos 20 minutos, quando Willians lançou Fabrício na área e o lateral pegou de primeira, mandando para fora.

Os minutos seguintes foram muito atribulados, com discussões entre os jogadores. Aos 33, num raro lance agudo, o goleiro Galatto salvou tentativa de Rafael Moura. No minuto seguinte, a defesa foi em cabeçada de Ernando. A seguir, Juan perdeu chance incrível na pequena área. No fim do primeiro tempo, o lateral Eduardo deu um cotovelaço em Alex enquanto arrancava com a bola e levou cartão vermelho.

O segundo tempo continuou truncado, e com o Inter tomando a iniciativa, até pela superioridade numérica. Aos 16, D’Alessandro chutou cruzado e Escudero afastou o perigo. Dois minutos mais tarde, Galatto bateu roupa em chute de Alan Patrick. A bola sobrou para Fabrício, que cruzou para Otávio cabecear, mas o goleiro do Criciúma defendeu firme.

Aos 29, o Criciúma teve sua primeira grande chance em todo o jogo: em rápido contragolpe, Cortez deu a Silvinho, que chutou na rede, mas pelo lado de fora. O Inter tentou fazer um abafa nos minutos finais, mas parou na bem postada defesa da equipe catarinense. Aos 43, Wellington Paulista perdeu grande chance em cruzamento de Valdívia, mas o toque saiu por cima do gol. Nos descontos, Galatto fez milagre em cabeceio de Valdívia, segurando o empate.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade