Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Em Macaé, Flamengo busca a recuperação diante do Bahia

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

A derrota de 2 a 0 para o São Paulo, a segunda consecutiva no Campeonato Brasileiro, transformou a Gávea em um caldeirão próximo da explosão. Tentanto evitar que a crise se instale de vez no clube, o Flamengo recebe o Bahia nesta quarta-feira, às 19h30(de Brasília), no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ), pela sexta rodada da competição.

O Rubro-Negro tem apenas quatro pontos conquistados e um novo tropeço deverá gerar a entrada na zona de rebaixamento. Já o Tricolor baiano folgou no fim de semana, uma vez que seu confronto com o Sport foi adiado por conta da greve da Polícia Militar de Pernambuco. Mesmo assim, os baianos não estão mal na tabela de classificação, com sete pontos, em nono lugar.

Ney Franco, técnico do Flamengo, está atacando mais de psicólogo do que de treinador para conseguir motivar os jogadores, que deixaram o gramado debaixo de vaias após a derrota para o São Paulo.

Divulgação/Flamengo
Everton (à esquerda) está confirmado no time titular, mas Márcio Araújo pode ir para o banco
“Desde o vestiário do jogo contra o São Paulo, já estou mobilizando o grupo para esta partida contra o Bahia. O momento do Flamengo não é bom, pois a torcida ainda não aceitou a eliminação precoce na Libertadores e a derrota para o São Paulo e a má pontuação no Brasileiro apenas agravaram este cenário. Mas em um grande clube, os jogadores sabem que precisam lidar com este tipo de pressão e se prepararem bem para chegar fortes neste duelo contra o Bahia, que ganhou ainda mais importância”, disse Ney.

Os jogadores concordam que o momento não é favorável e prometem ao comandante que não vai existir abatimento.

“No Flamengo, estamos acostumados com a pressão, que acontece diariamente, o tempo todo. O nosso grupo é sólido, forte e sabe lidar com este tipo de situação. A nossa força vem do trabalho, que não tem faltado. Empenho também não está faltando e estamos lutando muito pelo resultado, mesmo nas situações mais complicadas. Agora é encarar essa partida contra o Bahia com a seriedade que ela merece”, disse o zagueiro Samir.

Divulgação/E. C. Bahia
Jogador do Flamengo por mais de dez anos, Marcelo Lomba será o responsável por fechar o gol do Bahia
Tirar proveito do mau momento do Flamengo é algo que não parece fazer parte dos planos do Bahia. Pelo menos no discurso, os baianos esperam ainda mais dificuldades por conta da crise do rival.

“A qualidade dos jogadores do time deles continua sendo boa, e com certeza eles estão ainda mais unidos para tentar tirar o time desta situação. A nossa expectativa é de uma partida ainda mais complicada, mas estamos pensando em um resultado positivo, pois temos condições para isso”, analisou o técnico Marquinhos Santos.

Arte GE.Net
Em termos de escalação, Ney Franco vai mudar o time. O atacante Hernane, com uma lesão no tornozelo direito, fica fora. Assim, Paulinho jogará mais adiantado, no ataque, abrindo uma vaga no meio que será de Elano. Os volantes Luiz Antonio e Márcio Araújo serão barrados para as entradas de Víctor Cáceres e Amaral, respectivamente.

O Bahia segue com problemas. Dos sete jogadores no departamento médico, nenhum se recuperou. Assim, o treinador vai manter a base que derrotou o América-MG e avançou na Copa do Brasil na semana passada. A única modificação será a entrada do volante Feijão na vaga de Uellinton, que cumpre suspensão. Emprestado pelo Flamengo, o atacante Rafinha, hoje considerado reserva, não viajou com a delegação porque não poderá atuar por questões contratuais.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ X BAHIA-BA

Local: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data: 21 de maio de 2014 (Quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Gilberto Castro Junior (PE)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva (PE) e Elan Vieira de Souza (PE)

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Víctor Cáceres, Amaral, Elano e Everton; Paulinho e Alecsandro
Técnico: Ney Franco

BAHIA: Marcelo Lomba, Railan, Demerson, Titi e Pará; Feijão, Fahel, Branquinho e Anderson Talisca; Maxi Biancucchi e Henrique
Técnico: Marquinhos Santos

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade