Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Em Prudente, Palmeiras desafia cansaço e Botafogo para voltar ao G-4

William Correia e Gazeta Press Presidente Prudente (SP)

Às 19h30 (de Brasília) desta quarta-feira, o Palmeiras terá que superar mais do que a pressão do Botafogo para sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira. Após a derrota, o time paulista encarou uma série de viagens cansativas para estar em campo e precisa deixar o desgaste de lado para somar três pontos que podem colocá-lo entre os quatro primeiros lugares.

Após a derrota para a Chapecoense no domingo, o Verdão não conseguiu voltar de Santa Catarina no dia seguinte por problemas climáticos e só realizou treinos leves porque, na terça-feira, encarou viagem de avião até Campinas e cerca de seis horas de trajeto de ônibus para chegar a Presidente Prudente.

Sem poder atuar no Pacaembu, que já está à disposição da Fifa para a Copa do Mundo, a equipe ainda tem como novo desfalque Mendieta, que machucou o tornozelo direito e, provavelmente, será substituído por Felipe Menezes. O paraguaio entra na lista de ausências os machucados Fernando Prass e Bruno César, Valdivia e Eguren, que treinam com Chile e Uruguai, respectivamente, e Leandro, que está com a Seleção Brasileira sub-21.

Mas nada disso pode ser usado como desculpa no Verdão, que começa a oitava rodada da competição com 12 pontos, na quinta colocação, e pode voltar a ficar entre os quatro melhores se somar mais três pontos e Fluminense, Goiás ou Grêmio tropeçarem. Retornar ao G-4 seria mais uma prova de força do time, que segue com o técnico Ricardo Gareca apenas como observador e Alberto Valentim no banco de reservas.

“Perdemos no domingo um jogo pegado, muito difícil, os caras acabaram jogando melhor do que nós, mas não faltou luta. Contra o Botafogo, temos que recuperar os pontos que perdemos em Chapecó”, indicou Wendel. “Já acompanhamos o Botafogo na Libertadores e no Brasileiro, é uma equipe competitiva”, prosseguiu o lateral.

Divulgação
Wendel pede que cansaço fique para trás em busca do G-4 (Créditos: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Mas faltam bons resultados para os cariocas confirmarem essa análise. O Glorioso, que vem de empate por 1 a 1 com o Vitória, amarga presença na zona de rebaixamento, com apenas cinco pontos ganhos. Com os salários atrasados, os jogadores estão sendo alvo de protestos por parte dos torcedores.

O técnico Vagner Mancini trata a partida com grande preocupação pela necessidade de vitória. “Tínhamos que ter vencido o Vitória no fim de semana, quando jogamos em casa. Mas isso não foi possível, infelizmente, e agora precisamos recuperar esses pontos longe do Rio de Janeiro. O jogo contra o Palmeiras é a primeira oportunidade e vamos ter que superar diversos aspectos para conseguir o resultado, inclusive as nossas limitações físicas.”

Mancini vem criticando a falta de preparo físico do elenco e os jogadores, para suprir essa deficiência, falam em valorizar a posse de bola. “Precisaremos ter tranquilidade e saber administrar a posse de bola, não tratar a partida com afobação. O Botafogo tem que ser inteligente para ganhar esse jogo, pois o Palmeiras tem um bom time”, elogiou o goleiro Renan.

Sobre a escalação, sem maiores opções para mudar o time, Mancini aposta na repetição da formação que empatou com o Vitória, já que vem enfrentando diversos problemas de desfalques para compor seu time ideal.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X BOTAFOGO

Local: Estádio Paulo Constantino, em Presidente Prudente (SP)
Data: 28 de maio de 2014, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Assistentes: Fábio Pereira (Fifa-TO) e Helton Nunes (SC)
Assistentes adicionais: Antonio Denival de Morais e Paulo Roberto Alves Junior (ambos do PR)

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e William Matheus; Renato, Wesley e Felipe Menezes; Marquinhos Gabriel, Diogo e Henrique
Técnico: Alberto Valentim

BOTAFOGO: Renan; Lucas, André Bahia, Bolívar e Junior Cesar; Aírton, Mario Bolatti, Edislon e Wallyson; Pablo Zeballos e Emerson Sheik
Técnico: Vagner Mancini

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade