Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Estiloso, Gareca se apresenta ao Palmeiras e nega aversão por verde

Yan Resende, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Ricardo Gareca mostrou, mais uma vez, que tem estilo. Depois de chegar bem vestido ao Brasil na última quarta-feira, o treinador argentino ousou na escolha da roupa em sua apresentação oficial. Na manhã desta sexta-feira, o novo comandante do Palmeiras concedeu entrevista coletiva com um suéter rosa e negou os rumores de que teria aversão pela cor verde.

“É falso, senão eu não teria vindo ao Palmeiras, isso é falso”, afirmou o treinador ao ser questionado sobre uma de suas possíveis superstições. Para causar boa impressão, o argentino colocou a camisa do Verdão colada ao corpo quando posou para os fotógrafos, mas evitou vestir o presente do presidente Paulo Nobre, que tinha o número nove estampado nas costas.

Com bom humor, o treinador foi bastante atencioso com os jornalistas, tentou falar de forma pausada para que fosse bem compreendido, e, em alguns momentos que não entendeu português, pediu para os repórteres falarem mais devagar. Ao confirmar que vai assumir o comando do Palmeiras apenas depois da Copa, Ricardo Gareca também evitou pedir tempo de adaptação.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Elegante, argentino Ricardo Gareca chega ao Palmeiras após passagem de sucesso pelo Velez Sarsfield

“Não será preciso de nenhum tempo de adaptação, só foi conversado com o presidente e com a direção para que fosse possível observar os últimos jogos. Isso será importante para mim e para a minha comissão técnica. Quando eu voltar de férias, já vou saber de tudo que preciso no Palmeiras”, completou o comandante que contará com o trabalho do auxiliar Sergio Santín e do preparador físico Néstor Bonillo.

Com contrato até 2015, o treinador de 56 anos chega depois de um bom trabalho pelo Vélez Sarsfield. Lá, foi tricampeão argentino (Clausura 2009 e 2011 e Apertura 2012) e venceu a Super Final 2012/13 (disputa entre o campeão do Apertura e o vencedor do Clausura) contra o Newell’s Old Boys. Seu currículo ainda tem a Copa Conmebol de 1999 pelo Talleres e o Peruano (Apertura) de 2008 pelo Universitário.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade