Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Falar de erros da arbitragem na derrota soa como desculpa, diz Dado

Campinas (SP)

Para o comandante pontepretano Dado, apesar da influencia direta da arbitragem na derrota da equipe por 3 a 2 para o Ceará, na última sexta-feira, pela sétima rodada, apontar os erros do juiz soa como desculpa quando o resultado é ruim. “Não julgarei nada, nem ninguém, mas houve lances polêmicos. Dois gols deles foram anotados de forma irregular. Agora é pensar nos jogos que estão por vir”, analisou.

De acordo com o técnico, o árbitro Renato Cardoso da Conceição teria errado ao apontar uma falta de Gilvan em Nikão, que resultou no terceiro gol da equipe cearense. Além disso, um impedimento foi marcado equivocadamente contra a Ponte, aos 41 minutos da etapa final, quando Alexandro marcou o que seria o gol de empate da Macaca.

A derrota diante do Ceará foi a primeira da equipe no Campeonato Brasileiro Série B. Mesmo com o tropeço diante do Vozão, a sétima rodada não foi tão prejudicial ao time de Campinas – que caiu da 6ª para a 7ª posição na tabela – em razão da vitória do América-RN por 3 a 1 sobre o lanterna Vila Nova-GO.

Com dez pontos somados, a Ponte Preta está a três pontos do grupo de acesso à Série A. Para isso, é necessário vencer o Paraná pela oitava rodada, nesta terça-feira, às 19h30 (de Brasília), no Estádio Durival de Britto, em Curitiba.

Para entrar no G-4, a Ponte precisa vencer o confronto direto com a equipe paranaense – que ocupa a 9ª posição, com oito pontos somados – e torcer por derrotas de ABC e Oeste. Nesta segunda, a delegação realizou um coletivo antes de embarcar para Curitiba. Sem desfalques por contusão ou suspensão, o técnico Dado deverá repetir a mesma escalação do duelo frente ao Ceará.

Divulgação
Vice-artilheiro do time, com quatro gols, Alexandro quer os três pontos diante do Paraná (Foto:Dominique Torquato/AAN)

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade