Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Flamengo aposta no trabalho para voltar a vencer

Gazeta Press Rio de Janeiro (SP)

Há três jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Flamengo praticamente vive um ambiente de crise. Com apenas cinco pontos conquistados, o time flerta perigosamente com a zona de rebaixamento e o técnico Ney Franco e os jogadores já estão sendo muito cobrados por causa disso. A falta de tranquilidade pode acabar sendo um adversário a mais nos jogos que estão por vir antes da paralisação da competição para a disputa da Copa do Mundo, que começa em 12 de junho. Diante deste cenário, os flamenguistas apostam no trabalho para fugir da delicada situação.

Na manhã desta sexta-feira, os jogadores voltaram ao gramado, no Ninho do Urubu, ainda tentando entender o empate por 1 a 1 com o Bahia, na noite de quarta, em Macaé (RJ). O Flamengo sofreu o gol de empate nos acréscimos do segundo tempo, depois de ter perdido algumas oportunidades de liquidar o confronto. Ney Franco então decidiu comandar um treino de finalizações.

Durante a atividade, Leonardo Moura, André Santos, Elano e Márcio Araújo se revezavam em cobrar faltas na área para que os atacantes tentassem a conclusão. Ney esteve atento, inclusive, ao posicionamento do setor defensivo. A estratégia visa o duelo contra o Santos, marcado para este domingo, às 16h (de Brasília), no Morumbi, em São Paulo (SP), pela sétima rodada do Brasileirão.

Divulgação
Flamengo treina para somar pontos e se afastar da zona de rebaixamento

“Nós sabemos que o tempo para trabalhar tem sido pouco por conta dos jogos estarem acontecendo nas quartas e aos domingos. Assim sobra muito pouco tempo para que a nossa equipe consiga ter treinos de qualidade. Dessa maneira temos que aproveitar qualquer oportunidade para tentarmos corrigir o que não vem dando certo”, explicou Ney Franco. “A meta é evoluir a cada partida. Contra o São Paulo fiz observações para o jogo do Bahia. Agora, o que percebi nesta partida já serve de alerta contra o Santos e assim vamos direcionando o trabalho”, acrescentou o treinador.

Ainda em relação ao treino, o atacante Alecsandro, com dores no tornozelo direito, não trabalhou e foi para o duelo contra o Santos. O jogador não deverá nem participar do treino nesta manhã de sábado, quando o grupo trabalha no Ninho do Urubu. Sem ele, a tendência é que Arthur, contratado após se destacar pelo Londrina na conquista do Campeonato Paranaense, ganhe uma oportunidade, já que Hernane, com lesão no tornozelo direito, só voltará a jogar depois da Copa do Mundo. Após a atividade deste sábado a delegação segue para a capital paulista.

O goleiro Felipe também foi ausência no treino, só que não apareceu no clube e sequer deu satisfações. Os jornalistas sentiram falta do atleta e questionaram Ney Franco, que não soube dar explicações.

“Ele não apareceu no treino e não avisou. Tentamos contato com ele e não conseguimos. Agora estamos esperando para ver o que aconteceu, o que o Felipe tem para nos passar”, disse Ney.

O jogador vem tendo atuações muito ruins e tem sido alvo de vaias dos torcedores nos jogos no Rio de Janeiro. Falhou no gol de Fred na derrota de 2 a 0 para o Fluminense e quase entregou um gol na derrota pelo mesmo placar contra o São Paulo.

Na manhã desta sexta, os funcionários do Flamengo tiveram trabalho para limpar os muros da sede da Gávea, que amanheceram pichados com palavras de ordem contra a diretoria e alguns jogadores. O clube solicitou então reforço na sua segurança, além do auxílio da Polícia Militar. Os muros do Rubro-Negro haviam sido alvo de protestos também depois da eliminação na Copa Libertadores.

Existe uma grande preocupação em relação ao treino deste sábado, no Ninho do Urubu, pois os torcedores estão se mobilizando nas redes sociais para um protesto durante o treino que vai fechar a preparação para o jogo contra o Santos. O clube já pediu a presença da Polícia Militar no local e também vai reforçar o número de seguranças durante a atividade e até o embarque para São Paulo. Caso o resultado contra o Peixe também seja negativo, a diretoria já está programando o desembarque no Rio de Janeiro.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade