Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Flamengo lamenta polêmica com Jayme, mas defende direito de mudar

Bruno Ceccon São Paulo (SP)

Insatisfeito com a maneira pela qual foi demitido, o técnico Jayme de Almeida reclamou publicamente da diretoria do Flamengo. Eduardo Bandeira de Mello, presidente do clube, e Wallim Vasconcellos, vice de futebol, lamentaram a polêmica, mas defenderam o direito de mudar.

Ex-jogador do Flamengo, Jayme de Almeida conquistou a Copa do Brasil-2013 e o Campeonato Carioca-2014. Na tarde de segunda-feira, o técnico tomou conhecimento de sua demissão pela imprensa e foi comunicado oficialmente pela diretoria apenas no começo da noite.

“Agimos de forma bem intencionada, tentando preservar e respeitar nossos profissionais. A gente lamenta, porque ele (Jayme) merece todo o nosso respeito. É um patrimônio da torcida do Flamengo, da qual eu também faço parte. Nunca quisemos desprestigiá-lo ou desrespeitá-lo”, disse Bandeira de Mello.

Wallim Vasconcellos tentou explicar o incidente que marcou o final da trajetória de Jayme de Almeida. O vice de futebol pretendia comunicar a demissão ao técnico pessoalmente, mas a informação vazou e a notícia foi publicada pela imprensa antes do encontro na Gávea.

“É um profissional que sempre foi correto com o Flamengo e ajudou o clube nas conquistas, cumprindo seu papel na Copa do Brasil e no Campeonato Carioca. Somos muito gratos a ele. Entendo a sua revolta e já pedi desculpas. Não posso fazer mais do que isso. Foi lamentável, mas passou e não podemos mais consertar isso”, afirmou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Wallim Vasconcellos lamentou a polêmica com Jayme de Almeida, mas defendeu o direito de mudar de técnico
Além de Jayme de Almeida, o Flamengo também demitiu o diretor executivo Paulo Pelaipe. Se lamentaram a saída conturbada do ex-jogador e técnico do clube, os dirigentes flamenguistas, criticados por ídolos como Zico e Andrade, defenderam a prerrogativa de mudar.

“O Flamengo pode trocar quem quiser, na hora que quiser, desde que cumpra com seus compromissos. É um direito da direção do clube fazer isso. Entendemos que o time não vinha rendendo o que a gente esperava e que era hora de mudar antes que a coisa piorasse”, afirmou Vasconcellos.

O Flamengo cogitava oferecer um novo cargo a Jayme de Almeida, o que não chegou a acontecer. O clube acertou os últimos detalhes da contratação do técnico Ney Franco, que deixou o Vitória-BA, nesta terça-feira e já confirmou a contratação oficialmente.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade