Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Ganso tenta se conformar e já mira primeira convocação após a Copa

Helder Júnior São Paulo (SP)

O meia Paulo Henrique Ganso falou com conformismo sobre o fato de ter ficado fora de mais uma Copa do Mundo – só definiu a situação como “chata” uma vez na entrevista coletiva concedida nesta terça-feira. Novamente em alta no São Paulo, o jogador já começou a projetar até a primeira convocação realizada após o Mundial do Brasil.

“Todo o mundo teve as suas oportunidades. Posso receber a minha em um futuro bem próximo, depois da Copa. Sou novo, e haverá muitas convocações. Espero fazer o meu melhor pelo São Paulo para ter uma chance”, comentou.

Ganso voltou a fazer o seu melhor pelo São Paulo recentemente. Superado o período no banco de reservas, o meia foi bem no clássico contra o Corinthians, com assistência para o centroavante Luis Fabiano, e marcou os dois gols da vitória sobre o Flamengo. As atuações fizeram seus companheiros lamentarem a sua ausência na Copa do Mundo.

“A sensação que fica é que sei das minhas qualidades, que posso estar na Seleção Brasileira. Vou trabalhar muito para que isso aconteça em um futuro bem próximo”, avisou, tentando esquecer a lista final do técnico Luiz Felipe Scolari. “Isso acontece. Faz parte do futebol. Devo continuar me dedicando bastante.”

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
De promessa santista à ausência na Copa, Ganso ainda não deixou de sonhar no São Paulo
Mesmo fora do Mundial, Ganso torce para que um amigo em especial conquiste o título. O jogador do São Paulo mantém contato frequente com o atacante Neymar, do Barcelona e principal referência da Seleção, com quem atuou no Santos. “Falamos de coisas do dia a dia, para saber se está tudo bem. Que ele continue feliz lá e eu, aqui”, concluiu.

Da Seleção à Europa
Quando jogava com Neymar no Santos, Paulo Henrique Ganso irritou a diretoria do seu ex-clube ao não disfarçar a obsessão em se transferir para o futebol europeu. Mais maduro no São Paulo, ele passou a encarar o sonho da mesma forma como pensa na Seleção Brasileira.

“Todas as crianças querem jogar em um grande clube do Brasil, na Seleção e na Europa depois. Todos os jogadores gostariam de estar na Champions League. Meu plano é ter, sim, uma passagem pelo futebol europeu”, avisou Ganso, antes de ser ponderado. “Deixo isso acontecer naturalmente porque estou no São Paulo, um gigante mundial. Quero continuar sendo muito feliz aqui.”

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade