Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Gareca assume após a Copa e revela promessa de Nobre por reforços

Yan Resende, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Ao ser apresentado oficialmente pelo Palmeiras nesta sexta-feira, Ricardo Gareca confirmou que só assumirá o comando do clube alviverde após a parada da Copa do Mundo. O treinador argentino vai usar as últimas três rodadas antes do Mundial para observar o seu elenco, deixando o time a cargo do interino Alberto Valentim, que já soma quatro vitórias em quatro jogos no Verdão.

“Eu vou assumir o cargo do Palmeiras quando os jogadores voltarem de férias. Agora quem termina será o Alberto (Valentim). Eu vou acompanhar todos os jogos, de Porto Alegre volto para Argentina e retorno ao Palmeiras quando os jogadores voltarem de férias. A partir daí assumo meu cargo no Palmeiras”, projetou o treinador argentino, que observará as partidas contra Chapecoense, Botafogo e Grêmio.

De acordo com o planejamento feito antes da chegada de Ricardo Gareca, o elenco do Verdão vai ganhar folga de 2 a 10 de junho, voltando no dia 11 para trabalhos na Academia de Futebol. Para aproveitar o tempo de parada da Copa do Mundo, o grupo viajaria a Atibaia, no interior de São Paulo, no dia 22, mas a programação agora depende da provação do argentino e de sua comissão técnica.

Com relação a prováveis reforços, o treinador foi bastante cauteloso. Questionado sobre alguma indicação que tenha feito ao presidente Paulo Nobre, como o zagueiro Fernando Tobio e o atacante Lucas Pratto, com quem trabalhou ainda no comando do Vélez Sarfielsd, Gareca disse não poder falar de nomes, mas garantiu que recebeu a promessa de que chegariam reforços.

Fernando Dantas/Gazeta Press
O treinador argentino Ricardo Gareca espera contar com reforços para iniciar sua trajetória no Palmeiras
“Não posso falar de nomes agora, temos que falar com os dirigentes. Eu acredito que o Palmeiras vai contratar jogadores, o Paulo (Nobre) pelo menos prometeu, mas não sei a quantidade de jogadores. Estarei observando, conversando e nos resolveremos”, completou Ricardo Gareca, que chegou à Academia nesta sexta-feira e recebeu a camisa alviverde com o número 9 estampado nas costas.

A numeração foi escolhida para lembrar os tempos de jogador do argentino, quando teve passagens por Boca Juniors, River Plate, Vélez Sarsfield e seleção argentina. Já como treinador, além de seis clubes na própria Argentina (Talleres, Independiente, Colón, Quilmes, Argentinos Juniors e Velez Sarsfield), também atuou na Colômbia (América de Cáli e Santa Fé) e no Peru (Universitário).

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade