Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Grêmio bate Botafogo de virada e divide a ponta com o Cruzeiro

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O Grêmio obteve uma importante vitória nesta quarta-feira, em Caxias do Sul. Depois de sair perdendo logo no começo do jogo, o Tricolor teve forças para virar o placar e bater o Botafogo por 2 a 1. Zeballos fez o gol dos cariocas, enquanto Rodriguinho e Maxi Rodríguez marcaram para o time gaúcho, que agora divide a ponta do Brasileirão com o Cruzeiro – o time mineiro lidera pelo saldo de gols.

No gramado molhado do Alfredo Jaconi, o Botafogo fez 1 a 0 logo aos cinco minutos em um contra-ataque, e jogou o primeiro tempo fechado, esperando erros do Grêmio. O Tricolor, porém, chegou à igualdade pouco antes do intervalo. No segundo tempo, o time gaúcho voltou com tudo, perdeu chances, e, quando tudo indicava um empate, chegou à virada, num golaço de Maxi Rodríguez.

O Grêmio conquistou sua quarta vitória e foi a 13 pontos. O Botafogo, com 4, é o 17º, ocupando a zona de rebaixamento. O Tricolor Gaúcho volta a campo sábado, no Morumbi, diante do São Paulo. O Fogão receberá o Vitória, domingo, em Macaé.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Maxi Rodríguez entrou no segundo tempo e fez um belo gol para garantir a virada do Grêmio em Caxias do Sul
O jogo –Com a possibilidade de dividir a liderança do Brasileiro com vitória, o Grêmio entrou em campo motivado e disposto a atacar, mas foi surpreendido logo aos cinco minutos. O estreante Carlos Alberto puxou contra-ataque pelo meio e lançou Zeballos, que invadiu a área e chutou de direita para vencer Marcelo Grohe. O 1 a 0 deu ao Fogão a possibilidade de jogar fechado e explorar os contragolpes no Jaconi.

O Grêmio de início sentiu o golpe, mas logo passou a atacar com mais intensidade. Aos 20, Alán Ruiz soltou a bomba em cobrança de falta e Renan espalmou. Aos 28, foi Marcelo Grohe que fez bela espalmada em falta chutada por Edílson pelo lado direito. No minuto seguinte, Carlos Alberto subiu bem em cobrança de escanteio e quase ampliou, de cabeça.

A partir dos 30 minutos, a pressão gremista se tornou mais consistente, e o Fogão foi perdendo a possibilidade de contra-atacar. Aos 33, Breno invadiu a área a dribles, mas Bolívar salvou o chute. Cinco minutos depois, Rodriguinho bateu escanteio, Barcos tentou de calcanhar e quase empatou. Aos 43, a retribuição: o Pirata recebeu na meia-lua e ajeitou para o chute seco, de primeira, de Rodriguinho: 1 a 1.

Disposto a virar, o Grêmio voltou com tudo no segundo tempo. Aos 8 minutos, Breno invadiu a área após grande passe de Dudu, mas chutou para fora. Na jogada seguinte, Ramiro pegou rebote após escanteio e chutou para defesa de Renan. Aos 10, Barcos chapelou André Bahia, mas pegou mal na hora da conclusão.

O jogo então caiu bastante de ritmo. Aos 24, uma pequena confusão envolvendo Emerson Sheik e Barcos rendeu amarelo a ambos. Aos 29 veio o primeiro chute do Botafogo na etapa final, com Gabriel, para fora. Minutos depois, Gegê arriscou de longe e a bola passou perto. Aos 35, os dois substitutos que entraram no segundo tempo deram a vitória ao Grêmio: Zé Roberto deixou Maxi Rodríguez de frente para a área. O uruguaio colocou com categoria, sem chances para Renan, virando o jogo.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade