Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( )

“Importantíssimo” para argentino, Valentim será mantido na comissão

Yan Resende, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Alberto Valentim foi chamado às pressas para ocupar o lugar deixado por Gilson Kleina, demitido após uma sequência negativa de resultados no comando do Verdão. Desta forma, o treinador interino tinha pela frente o difícil desafio de retomar a confiança de uma equipe que havia decepcionado no Campeonato Paulista e corria risco de ser eliminada na Copa do Brasil. Com muita humildade, conseguiu fechar o grupo, emplacou uma sequência de quatro vitórias consecutivas e mudou o cenário no clube do Palestra Itália.

O bom trabalho realizado como interino será recompensado pelo seu sucessor. Depois de deixar o Palmeiras entre os quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, Alberto Valentim foi garantido por Ricardo Gareca na comissão técnica da equipe alviverde. O argentino ainda revelou que o interino será importantíssimo para que a boa fase não seja interrompida.

“Eu vou falar com Alberto, pois isso é importantíssimo para mim. Ele está fazendo um grande trabalho, muito bom, seguramente estará ao meu lado, como outro ajudante de campo. Eu tenho o meu ajudante, (Sergio) Santin, e o Alberto vai colaborar seguramente comigo”, projetou Gareca, que ainda contará com o auxílio do preparador Nestor Bonillo.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Após quatro vitórias consecutivas, Alberto Valentim cavou uma vaga na comissão técnica do argentino Gareca
Depois de conquistar quatro títulos em cinco temporadas no comando do Vélez Sarsfield, o argentino pretende trilhar os mesmos passos no Palmeiras, o que deve passar pela utilização de jogadores revelados na categoria de base. Gareca, no entanto, preferiu não fazer promessas, se limitou a dizer que há a possibilidade de colocar jovens promissores para jogar, pois acima disso tem uma prioridade: ganhar.

“Isso é um processo. No Palmeiras, como no Vélez, se necessita ganhar. Então precisamos de tempo. Se eu ver um jovem com possibilidade de jogar, ele vai jogar. A prioridade no Palmeiras, para mim, é ganhar. O processo se dá a partir disso: ganhar. E requer tempo, não será rápido”, completou o treinador argentino, que assumirá o comando do Palmeiras apenas após a paralisação da Copa do Mundo.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade