Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Inter aprova empate, mas reclama da arbitragem no Couto Pereira

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Empatar com o Coritiba no Couto Pereira nunca é mau negócio. Ainda mais quando se começa sem sete titulares e se acaba sem nove. O Internacional, porém, volta da capital paranaense parcialmente satisfeito com o 1 a 1: embora o ponto obtido nesta quarta tenha sido importante, a vitória não veio graças a um pênalti duvidoso marcado pelo árbitro Elmo Alves Resende Cunha de Dida em Keirrison.

O goleiro Dida jura que não encostou no atacante do Coxa. “Não toquei nele. O adversário só caiu”, resumiu o camisa 1. O centroavante Wellington Paulista foi outro que reclamou da arbitragem, embora tenha visto também no Inter erros que custaram a vitória. “Precisávamos ter matado o jogo. Tivemos chances no primeiro e no segundo tempo, e num erro do juiz, que fique bem claro, pois foi um erro, eles empataram o jogo”, disse o autor do gol colorado.

O meia Valdívia considerou o empate um bom resultado, apesar de a equipe ter a vitória nas mãos até os 30 minutos do segundo tempo. “Bom resultado. Nós queríamos a vitória, mas não deu, então o empate fica de bom tamanho", disse. "A equipe se doou muito. No Inter todos têm qualidade, todos são titulares. Quem tem a oportunidade de estar jogando precisa aproveitar sempre”, entende o articulador.

Com 12 pontos, o Internacional volta a campo neste domingo, em Caxias do Sul. O adversário será o Cruzeiro, num duelo que pode valer a liderança do Brasileirão.

Divulgação/Coritiba
A vitória não veio graças a um pênalti duvidoso marcado por Elmo Resende Cunhade Dida em Keirrison

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade