Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Kardec treinará sozinho na segunda e deverá ganhar camisa 14

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O atacante Alan Kardec, novo reforço do São Paulo, treinará pela primeira vez no CT da Barra Funda na segunda-feira, dia em que o elenco ganhará folga coletiva. Um dia depois, ele será apresentado de modo oficial pela diretoria e provavelmente receberá a camisa 14, a qual atualmente pertence a Edson Silva - o zagueiro deve ficar com a 21, que era do meia Cañete.

A numeração é a mesma que ele utilizou no Palmeiras, clube com o qual rescindiu contrato de empréstimo depois de não chegar a uma acerto para sua permanência. Número que envergava no Arsenal o francês Thierry Henry, do qual o atacante sempre foi fã. Um de seus sonhos, aliás, sempre foi jogar no clube inglês.

Kardec terá contrato de cinco anos com o São Paulo, que pagará 4,5 milhões de euros (quase R$ 14 milhões) ao Benfica, clube detentor de seus direitos econômicos. Já há um pré-contrato, que passará a ter validade somente em julho, quando for reaberta a janela de transferências internacional.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Em sua passagem pelo Palmeiras, atacante ficou marcado pelo número que Thierry Henry usava no Arsenal
A ida do jogador de 26 anos para o São Paulo gerou polêmica. O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, acusou o mandatário rival, Carlos Miguel Aidar, de ter sido sorrateiro na negociação, já que ele ainda mantinha conversas com o atleta. Como resposta, ouviu que sua entrevista foi patética e que, por declarações como aquela, o Palmeiras tem se apequenado.

Depois da saída de Kardec, seu substituto na Academia de Futebol tem sido Henrique, ex-jogador da Portuguesa. Já no CT da Barra Funda, a expectativa pelo reforço é grande, até porque, neste momento, o único centroavante de ofício do elenco é Luis Fabiano - que está no Reffis por conta de dores no cotovelo direito e é dúvida para o clássico de domingo, contra o Corinthians.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade