Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Kleina desaprova gol surgido de lateral e nervosismo do time

Rio de Janeiro (RJ)

Após sofrer o terceiro gol do Flamengo, neste domingo, Gilson Kleina gritou com seus jogadores à beira do campo do Maracanã. O treinador do Palmeiras fez gestos pedindo calma ao time, que havia acabado de sofrer a virada e, sem ouvi-lo, ainda teria sua rede novamente balançada.

Mas, de todos os gols da derrota por 4 a 2, o que mais incomodou Kleina foi o segundo, aos quatro minutos da etapa final. André Santos bateu lateral, infiltrou-se por trás de Serginho, recebeu de volta a bola e cruzou rasteiro para o meio da área, onde estava Alecsandro, com marcação frouxa de Juninho. O atacante tentou o domínio e, quase caindo, rolou a bola até Márcio Araújo, que havia chegado pelas costas de Wesley e concluiu a gol.

"Erro de posicionamento", criticou. "Eles trabalharam a bola, e a gente não acompanhou. A marcação não é só em quem está com a bola, mas também em quem vem de trás. Com o empate, nossa equipe ficou nervosa, começou a ter menos confiança. Tem que trabalhar isso, não pode aceitar o erro".

O nervosismo, em sua opinião, foi a razão para que o Flamengo dominasse toda a segunda etapa, depois de ter chegado ao empate logo depois do intervalo. Nervosismo que não esteve presente no primeiro tempo, período em que o Palmeiras demonstrou muito mais equilíbrio tático e venceu parcialmente por 2 a 1, com gols do volante Wesley e do estreante atacante Henrique.

Divulgação
Treinador palmeirense acredita que tenha faltado calma para garantir a vitória (Crédito: Cesar Grecco/Ag Palmeiras)
"Estamos super chateados, porque poderíamos estar comemorando uma grande vitória, que viria com convencimento tático, com o talento dos jogadores. Estamos chateados pela vitória que fugiu. Tem que ser competitivo o tempo todo. Tomar gol faz parte. O que não faz parte é achar que, depois de tomar gol, as coisas não vão acontecer mais. Tem que reagir", cobrou.

Derrotado pela segunda vez seguida em três rodadas no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras tem novo compromisso pela competição nacional somente no próximo sábado, quando recebe o Goiás, no Pacaembu. Antes disso, o time viaja a São Luís para enfrentar o Sampaio Corrêa, na quarta-feira, pela partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade