Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Kleina se despede orgulhoso pelo ciclo e deseja sucesso ao Palmeiras

São Paulo (SP)

Gilson Kleina tratou de deixar a Academia de Futebol minutos após ser informado de sua demissão, evitando o contato com a imprensa por enquanto. Por meio de nota divulgada pela assessoria de imprensa, fez agradecimentos e disse se sentir orgulhoso do tempo de trabalho no Palmeiras.

“O Palmeiras foi um lugar onde tive a honra de trabalhar durante 20 meses. Eu me orgulho de ter ficado à frente da equipe em importantes momentos”, relatou o treinador, mostrando apreço particular a quem lhe deu força nas horas mais críticas de sua passagem.

“Agradeço em especial a torcida, jogadores, funcionários, diretoria e a todos que sempre estiveram me apoiando e dando força em momentos difíceis, mas que com garra e força de vontade superamos e vencemos importantes etapas. Encerro esse ciclo e espero que o Palmeiras tenha muito sucesso e esteja sempre no lugar onde merece”, declarou o treinador.

No acordo estabelecido em novembro, quando o técnico aceitou uma redução salarial para renovar, ficou combinado que Kleina receberia até três salários caso ocorresse uma rescisão contratual, e não somente na parte fixa, mas o pagamento cessaria no momento em que Kleina acertasse com outro clube. O valor a ser desembolsado é próximo dos R$ 900 mil.

Junto com Gilson Kleina, devem sair também seus auxiliares, Juninho e Jair Leite, e o preparador físico Fabiano Xhá. Os detalhes da demissão do treinador serão anunciados em entrevista coletiva da diretoria marcada para as 17 horas (de Brasília) desta quinta-feira, na Academia de Futebol. Por enquanto, os dirigentes só se manifestaram em comunicado no site oficial no qual se limitam a dizer que decidiram pela saída do treinador.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Técnico deixou a Academia de Futebol rapidamente após ser comunicado de sua demissão nesta quinta
De acordo com o Verdão, o treino marcado para as 15h30 ocorrerá normalmente. Como previsto, quem foi titular na derrota por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa, no Maranhão, deve fazer somente trabalhos generativos, enquanto o resto do elenco deve se exercitar em campo visando o duelo de sábado, contra o Goiás, no Pacaembu, pelo Brasileiro, quando o ex-lateral Alberto Valentim deve ser o técnico interino.

Contratado em 19 de setembro de 2012, Kleina sai do Palmeiras com 56 vitórias, 20 empates e 29 derrotas, as três últimas delas em sequência nos três últimos jogos. Falhou já na primeira missão que teve ao ser rebaixado no Brasileiro de 2012 e não teve sucesso em nenhum momento decisivo, com exceção da Série B do Brasileiro, conquistada com tranquilidade no ano passado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade