Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Levir comanda treino técnico e segue com vários desfalques

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O técnico Levir Culpi comandou nesta quarta-feira, uma atividade para aprimorar as finalizações e os cruzamentos para a área. Estes são dois dos fundamentos que mais tem incomodado o treinador do Galo, que já deu declarações afirmando que o time precisa melhorar muito para voltar a brigar pelos títulos.

O excesso de atletas lesionados tem sido um dos fatores que mais tem atrapalhado o treinador do Galo na hora de armar a equipe. Para o duelo contra o Santos, o clube terá 11 jogadores vetados. Existia a expectativa que ao menos o zagueiro e capitão Réver pudesse ser liberado para o jogo ante o Peixe, mas os médicos do Atlético-MG vetaram o defensor.

Réver sente dores no tornozelo, e só deverá a jogar na próxima semana. Situação parecida com a de Ronaldinho Gaúcho, que nesta quarta-feira, fez corridas em volta do gramado, mostrando que está próximo de ficar livre de dores na coxa esquerda. Marcos Rocha, Guilherme e Tardelli também foram vetados para o jogo contra o Santos, mas podem retornar na semana que vem.

Com tantos problemas, Levir Culpi deverá usar os treinos para definir se mantém o esquema 3-5-2 ou volta para o 4-4-2. Se optar pelo esquema mais tradicional, o comandante alvinegro pode ter problemas para escalar um armador. A opção pode ser o argentino Dátolo, que se recuperou de lesão recentemente e precisa de ritmo de jogo.

Divulgação/Bruno Cantini/Atlético-MG
O excesso de atletas lesionados tem sido um dos fatores que mais tem atrapalhado o treinador do Galo

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade